Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carregando...

Audi TTS 2016 chega ao Brasil: preços e especificações

Categorias: , , , , 11 Comentários

O Novo Audi TTS Coupé chega ao Brasil com motor de 286 cv, Audi Virtual Cockpit com configuração exclusiva para os modelos S e maior estabilidade com a suspensão Audi magnetic ride. O preço sugerido é de R$ 299.990 reais.

Audi TTS 2016 - Preto

Em versão única de acabamento, o Audi TTS faz parte da exclusiva linha de modelos S da marca, caracterizada pelo alto desempenho, dirigibilidade excepcional e acabamento diferenciado.

Audi TTS 2016 - Preço Brasil - R$ 299 mil reais

Tanto a versão cupê como a conversível são equipadas com o motor 2.0 TFSI em versão especialmente desenvolvida, que gera 286 cv e 380 Nm de torque, associadas ao câmbio de dupla embreagem S tronic com seis marchas. Esta combinação leva o TTS Coupé da imobilidade aos 100 km/h em apenas 4,7 segundos. A velocidade máxima, limitada eletronicamente, é de 250 km/h.

Novo Audi TT-S 2016 - motor

A eficiência do motor pode ser atribuída às tecnologias altamente efetivas desenvolvidas pela Audi: injeção indireta de combustível suplementando a injeção direta FSI, o sistema Audi valvelift para as válvulas de exaustão e o gerenciamento térmico com integração do coletor de escapamento ao cabeçote.

Novo Audi TTS - interior

O baixo peso do carro também contribui para diminuir o consumo de combustível. O TTS Coupé tem peso líquido de apenas 1.365 kg - um número que se deve, em grande parte, ao uso de aços de ultrarresistência e alumínio em sua carroceria.

Novo Audi TTS 2016 - Brasil

O TTS transfere sua força para a estrada por meio da tração integral permanente quattro. As rodas têm 19 polegadas de diâmetro e direção progressiva. Já a carroceria é 10 mm mais próxima do solo que na versão comum. Nas rodas dianteiras, são usadas pinças fixas de alumínio de baixo peso, com grandes discos de freios, garantindo a maior eficiência de frenagem exigida pelo comportamento dinâmico mais agressivo dos modelos S.

Novo Audi TTS 2016 - interior

No interior, os exclusivos bancos esportivos com apoios de cabeça integrados também seguem os princípios de design com baixo peso. No painel, o Audi virtual cockpit oferece um modo de exibição especial S, no qual um grande conta-giros se destaca como peça central.

Design externo: detalhes diferenciados

O Audi TTS Coupé e o TTS Roadster se destacam pelas grandes rodas com 19 polegadas de diâmetro, que permitem ver por entre os raios as pinças de freios vermelhas. Outro detalhe exclusivo dos modelos S é a cobertura dos espelhos retrovisores externos de alumínio. Ainda na lateral, as soleiras das portas têm acabamento exclusivo.

Novo Audi TTS 2016 - Brasil

Como em toda a linha TT, a dianteira é dominada pelas linhas horizontais, que acentuam a impressão de que o carro está colado à pista. O efeito é acentuado nos TTS pelo rebaixamento da suspensão em 10 mm. A grade dianteira Singleframe é larga e baixa, dividida em duas zonas. Linhas afiladas que se originam junto à grade formam um V sobre o capô, que ostenta ao centro os quatro anéis da Audi. O design funcional das grandes entradas de ar inclui elementos que direcionam parte do fluxo aerodinâmico da dianteira para as laterais do carro.

Novo Audi TTS 2016 - Amarelo

O TTS traz de série faróis Full Led com ajuste automático de altura. As lanternas direcionais são. A abertura do tanque de combustível, no lado direito, logo atrás da cabine, é clássica, formada por um círculo cercado de parafusos. Basta um leve toque no logo TT para abri-la. O formato remete à primeira geração do modelo. A mangueira pode entrar diretamente no bocal do tanque, como acontece nos carros de corrida – já que não existe mais a tampa rosqueada.

Novo Audi TTS 2016 - Amarelo

Na traseira, linhas horizontais salientam a impressão de largura esportiva do TTS. As lanternas possuem luzes direcionais dinâmicas e trazem uma faixa que forma um contorno de luzes de condução diurna, outra inovação da Audi. A terceira luz do freio é extremamente fina e tem um papel essencial na definição da silhueta das luzes traseiras.

Novo Audi TTS 2016 - Amarelo

Quando o carro atinge 120 km/h, um defletor se levanta na tampa do porta-malas para melhorar tanto a resistência aerodinâmica como a força vertical. Reforçando o aspecto dinâmico e a esportividade, a traseira é arrematada por duas grandes ponteiras de escapamento duplas.

Interior: painel exclusivo S

Como no exterior, as linhas e superfícies horizontais predominantes dão ênfase à largura do interior do TTS. O design interno segue a regra do "menos é mais", com linhas claras destacam a leveza e a esportividade. O conjunto de instrumentos e a tela MMI se combinam para formar uma unidade digital central, o Audi Virtual Cockpit.

Novo Audi TTS 2016 - interior

Os controles do sistema de ar-condicionado são integrados às saídas de ventilação, reduzindo os elementos de comando presentes no painel - o controle selecionado é indicado em pequenos mostradores. O painel de controle horizontal fica sob as aberturas de ar, onde interruptores com design tridimensional ativam as luzes de emergência, o sistema Audi Drive Select e as funções de assistência.



Os exclusivos bancos S têm apoios de cabeça integrados e são revestidos de couro Napa Fina. Envolventes e oferecendo apoio lateral nas curvas, eles têm estrutura mais leve, contribuindo para a redução geral no peso do carro. Há três opções de cores de estofamento: cinza, preta ou vermelha.

O volante multifuncional tem aro com base reta e raios com revestimento com aparência de alumínio. O airbag frontal do motorista ocupa 40% menos espaço sem comprometer a segurança, contribuindo para a sensação de leveza visual. Outros destaques são a alavanca de câmbio com novo design, o botão rotativo de pressão MMI altamente preciso e as coberturas de alto-falantes finamente acabadas com guias luminosas do sistema de som Bang & Olufsen de série.

Novo Audi TTS 2016 - interior

Com sua configuração 2+2, o TT Coupé é um esportivo altamente adequado para o uso diário. O porta-malas tem 305 litros de capacidade e pode ser ampliado pelo rebatimento dos encostos dos bancos traseiros para frente. O carro traz uma versão especial do Audi Virtual Cockpit: inspirada em modelos de competição, a tela pode ser configurada para que o painel digital destaque o conta-giros como peça principal.

Além da opção S, o motorista pode optar entre dois modos de exibição: na versão clássica, o velocímetro e o conta-giros ficam em primeiro plano, enquanto no modo "infotainment", os instrumentos virtuais são menores, disponibilizando uma ampla área para outras funções, como o mapa de navegação via GPS.

Motor: calibragem exclusiva

Especialmente voltado à performance, o 2.0 TFSI do TTS tem 286 cv de potência. Além de garantir um desempenho excepcional, ele se caracteriza pela eficiência e pelo baixo consumo. O motor reúne várias tecnologias ultramodernas, como sistema de injeção indireta adicional complementando a injeção direta, sistema de levantamento de válvulas (Audi Valvelift System – AVS) para ajustar o curso das válvulas de exaustão e coletor de escapamento integrado ao cabeçote.

O torque máximo, de 380 Nm, é disponibilizado entre 1.800 e 5.200 rpm. Ele acelera o TTS Coupé de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos, levando à velocidade máxima (limitada eletronicamente) de 250 km/h. A transmissão S tronic de dupla embreagem e seis marchas realiza trocas sem interrupções perceptíveis na tração e, em modo manual, pode ser controlada por aletas atrás do volante.

Chassi

O TTS Coupé e o TTS Roadster trazem de série o sistema Audi magnetic ride, que adequa a rigidez dos amortecedores automaticamente de acordo com as condições do piso e às solicitações dinâmicas de condução a cada momento. A suspensão dianteira é baseada num sistema McPherson. Componentes de alumínio reduzem o peso das massas não suspensas. A suspensão traseira, com quatro braços, administra separadamente as forças longitudinais e transversais.

Outro destaque é a direção progressiva de série. O TTS pode ser conduzido com precisão e agilidade tanto no trânsito urbano como contornar com rapidez as curvas de estradas sinuosas. A direção eletromecânica, altamente progressiva, adapta continuamente o grau de assistência à velocidade.

O sistema dinâmico Audi Drive Select de série controla as características do motor e a assistência da direção. O motorista pode optar entre os modos comfort, dynamic, efficiency e individual. O Drive Select também intervém em vários módulos, entre eles o câmbio S tronic.

Novo Audi TTS 2016

O TTS tem tração integral permanente nas quatro rodas. O sistema quattro, exclusividade da Audi, distribui a força do motor entre os eixos dianteiro e traseiro conforme a necessidade do momento, garantindo o máximo de aderência ao longo das curvas. Em pisos escorregadios, o controle de tração eleva a segurança de condução, evitando que as rodas girem em falso na maior parte das situações.

Novo Audi TTS 2016

O controle eletrônico de estabilidade (ESC), que pode ser desativado tanto parcial como totalmente, complementa perfeitamente a dirigibilidade esportiva do carro. Em curvas fechadas, a vetorização de torque entra em ação. O modo Dynamic do Drive Select facilita especialmente a condução mais rápida, facilitando o esterço e controlando as derrapagens.

Postagens relacionadas:

11 comentários:

  1. Na Europa, o S3 tem 300hp e o TTS tem 310hp. Para o Brasil, a Audi manda os dois com 286hp. E pior, todos tem o mesmíssimo motor.

    A idiotice da Audi é surpreendente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, isso pode ser feito por causa do nosso combustivel

      Excluir
    2. Não é idiotice a audi é esperta, igual a vw brasil. Não importa a potência a menos e o preço exagerado brasileiro compra então pra que ser igual nos EUA ou na Europa. Quem sabe foi pra fazer o motor durar mais ser mais "robusto". Afinal essa é nova política do grupo vw Brasil não é.

      Excluir
    3. Mijolina e baixa octanagem. Mesmo a Podium ou a Race (que voltou ao mercado) não chegam nem aos pés dos combustível da Europa ou EUA.

      Excluir
    4. Combustível não justifica. Carros mais esportivos não têm a potência reduzida só porque rodam no Brasil. Por acaso o A45 AMG vendido é menos potente que o vendido lá fora? E as versões vendidas nos EUA também costumam ter potência diminuída - e a gasolina lá é boa. A Audi tinha que se explicar melhor a respeito disso.

      Excluir
    5. Infelizmente nossa gasolina faz muita diferença sim... Tenho uma Suzuki GSX-r 1000 2013 com 185cv no manual e com a Podium+K&N deu mais de 200cv no motor... Vi pessoalmente um novo Golf GTi original só com podium gerar 245cv ante os 220cv do manual...
      Não estou defendendo mas a potência declarada é só uma base...

      Excluir
    6. A potência declarada é só uma base... Não estou defendendo mas eu pessoalmente vi um novo Golf GTi apontar 25cv a mais que o manual no dinamômetro usando apenas a Podium... Tenho uma Suzuki GSX-r 1000 2013 que também apresenta mais potência com a utilização do melhor combustível... Imagina esses motores com alta taxa de compressão, injeção direta, turbo, clima frio (ar mais denso) e melhor qualidade de queima pelo combustível com mais octanas?!
      Com certeza diferença vai fazer... Potência no manual não é potência na pista...

      Excluir
  2. Preço ridículo... Não tem proporção nenhum com o A3 ou TT normal.
    TTS nos EUA custa 9 mil dólares a mais que o normal.
    Aqui, R$100.000,00 a mais....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada além do normal nos preços afinal aqui é Brasil.

      Excluir
  3. Peso líquido????? Já ouvi falar de peso a seco e peso em ordem de marcha. Agora peso líquido é novidade

    ResponderExcluir
  4. Pra mim esse TT é o mais bacana de toda a Audi.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.