Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carregando...

Ford Focus 2016 sofre aumento de preços - fevereiro

Categorias: , 38 Comentários

A Ford do Brasil promoveu uma elevação geral nos preços do seu modelo médio Focus, que agora parte de R$ 71.990 reais em sua versão de acesso, 1.6 SE, e chega a R$ 103.990 reais no topo de gama, Titanium Plus Powershift.


Os aumentos variam de R$ 1.990 reais, aplicados ao Focus Fastback SE Plus, precificado agora em R$ 86.490; a R$ 4.190 - aumento do Fastback 2.0 SE, que agora custa R$ 79.990 reais.



Tabela de preços do Ford Focus 2016 - fevereiro

VersãoPreço atualPreço anteriorAumento
Focus Hatch 1.6 SER$ 71.990R$ 69.900R$ 2.090
Focus Hatch 1.6 SE PlusR$ 77.990R$ 75.900R$ 2.090
Focus Hatch 2.0 SE Plus PowershiftR$ 86.290R$ 83.500R$ 2.790
Focus Hatch 2.0 Titanium PowershiftR$ 94.590R$ 91.500R$ 3.090
Focus Hatch 2.0 Titanium Plus PowershiftR$ 103.990R$ 100.900R$ 3.090
Focus Fastback 2.0 SE PowershiftR$ 79.990R$ 75.800R$ 4.190
Focus Fastback 2.0 SE Plus PowershiftR$ 86.490R$ 84.500R$ 1.990
Focus Fastback 2.0 Titanium PowershiftR$ 94.790R$ 92.500R$ 2.290
Focus Fastback 2.0 Titanium Plus PowershiftR$ 103.990R$ 101.900R$ 2.090


38 comentários:

  1. Alguém pode me explicar como um carro que não está vendendo mais que 600 unidades mês está ficando ainda mais caro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teve a reposta técnica.. Vou responder de forma mais simples o "economês" para os que não entenderam: O aumento de preço não vai alterar a demanda de forma significativa. Se vão 10 pessoas comprar um bem por R$1,00 e esse bem passa a custar R$1,20 não haverá diminuição de demanda de forma que diminua o lucro. No exemplo 10 pessoas comprariam o bem, gerando um lucro de R$10 pra empresa. Mas se 9 pessoas comprarem esse bem por R$1,20 o lucro será de R$10,80. É mais ou menos o que ocorre, mas de forma macro. E ainda a empresa deixou de produzir 1 bem(pois de 10 vendem 9), economizando seus custos.

      Só ha diminuição de preço quando eles querem aumentar muito a demanda. No caso de muitos carros encalhados.. Mas ate chega la passa por ferias coletivas, demissões etc

      Excluir
    2. Diego, sua lógica matemática está correta e muitos diretores dessas montadoras pensam assim mesmo... Não é obrigação sua, mas é uma obrigação deles levar em consideração o componente de mercado desse posicionamento, diminuindo cada vez mais o público do produto, aumentando a insatisfação, retardando a troca do carro, municiando a concorrência, enfim, diminuir a venda abre uma série de precedentes, cujos frutos já estamos presenciando, que é o declínio da categoria, o crescimento das outras, a queda sim das receitas das concessionárias, que estão demitindo e fechando...

      Enfim, em países desenvolvidos há incentivos à produção e às vendas, em um ciclo harmônico e melhor para governo, empresários, clientes e trabalhadores. Aqui, os empresários não cedem e estão ganhando menos, o governo não cede e está ganhando menos, o consumidor não aguenta e está comprando menos, e os trabalhadores são demitidos.

      A lógica matemática só funciona na primeira conta. Nas demais, é uma estratégia fadada ao fracasso, típica de terceiro mundo.

      Excluir
    3. Na matemática pode até dar certo mas isso contrária as regras mais básicas da economia da lei da oferta e da procura. Se essa prática continua como vocês mesmo disseram,nesse mês ao invés de 10 pessoas 9 compraram mas ouve mais lucro siga essa regra até restar 1 comprador pelo preço de 10 vezes mais e no mês seguinte 0 compradores

      Excluir
    4. Na matemática pode até dar certo mas isso contrária as regras mais básicas da economia da lei da oferta e da procura. Se essa prática continua como vocês mesmo disseram,nesse mês ao invés de 10 pessoas 9 compraram mas ouve mais lucro siga essa regra até restar 1 comprador pelo preço de 10 vezes mais e no mês seguinte 0 compradores

      Excluir
    5. A questão, Carlos JSB, é que países desenvolvidos possuem empresas nacionais poderosas cujos donos têm interesses no desenvolvimento de suas nações. Nosso país, subdesenvolvido, serve para as empresas automobilísticas apenas para fins de gerar lucro. Os grandes acionistas da multinacionais estão pouco se lixando para o desenvolvimento do mercado brasileiro, para a saúde de sua economia, etc... porque se a coisa ficar muito ruim por aqui - como está ficando - eles simplesmente mudam seus investimentos para outros lugares.

      Excluir
    6. Mas por este raciocínio matemático, se em vez de 9 pessoas comprarem o bem depois do aumento 5 comprarem aí a empresa vai perder de gerar lucro, pois a venda pode cair drasticamente.

      E no caso do Focus é o que tem se observado, quanto mais aumenta menos vende.

      Excluir
  2. Vamos lá:

    O objetivo final da Ford, como de todas as outras empresas, não é simplesmente vender mais. Seu objetivo final é lucrar. Claro que o volume de vendas tem impacto no lucro, todavia a questão não é tão simples quanto se poderia pensar, tipo: mais vendas = mais lucro, menos vendas = menos lucro - em todos os casos.
    Existe algo que a Economia chama de elasticidade-preço, que seria a sensibilidade do mercado a alterações no preço dos bens. A grosso modo, isso significa que as empresas calculam o quanto deixam de ganhar com a perda das vendas e quanto passam a ganhar com a maior lucratividade por unidade vendida, de forma que elas decidem aumentar os preços caso suas contas indiquem que a perda financeira decorrente da diminuição das vendas for compensada ou até mesmo superada pelo aumento da receita total decorrente da maior lucratividade por unidade vendida.

    Pensando como trabalhador, significa que o interesse de cada pessoa não é ter mais de um emprego, ou mais de uma função na empresa onde trabalha, mas significa que quando alguém assume novos compromissos profissionais, o que se quer é ganhar mais dinheiro. Se for possível fazer isso - ganhar mais dinheiro - podendo trabalhar menos, então pra quê trabalhar mais, né?!

    Quem se preocupa cegamente com o fato de Focus ou Golf liderarem sua categoria, por exemplo, é o torcedor (fanboy ou hater).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo isso é correto, mas acho que o driver de aumento de preços é a inflação mesmo. Está tudo subindo a media de 10% ao ano, então os carros precisam subir também, mas estão subindo menos que a inflação.

      Excluir
    2. Sim, também existe a inflação dos custos de produção e a inflação inercial e, claro, as questões políticas que envolvem o aproveitamento da oportunidade de enfraquecer o poder dos sindicatos, já que a baixa demanda justifica demissões que seriam "inaceitáveis" em outras épocas; envolve a pressão aos governos para conseguir mais benesses fiscais; etc.

      Excluir
    3. Legal ver uma resposta mais técnica, em vez de outras baseadas em achismos como o dos fanboys. O fato é que é sabido que a demanda por bens de duráveis e de capital são mais elásticas (sensíveis), ou seja, tendem a regredir mais com o aumento de preços. Diferentemente do bens de consumo como arroz, feijão, remédios, e combustíveis que tem uma demanda mais inelástica, ou seja, aumenta o preço, mas o povo precisa continuar comprando. O aumento de preços de carros no Brasil é sem vergonhice por lucros altos acrescido da incompetência do governo em segurar a inflação. Uma mistura bombástica que está levando a decadência da indústria automobilística nacional. Só não cai mais porque tem brasileiro que continua comprando carro mesmo com os preços em elevação.

      Excluir
  3. Os carros novos estão cada vez mais caros e os usados, com base na tabela fipe, estão cada vez mais baratos.

    ResponderExcluir
  4. Se a ford continuar subindo os preços do Focus vai matá-lo de vez aqui no Brasil. O câmbio powerSHIT já é responsável pela drástica queda de vendas do Focus (que perdeu a liderança do segmento para o Golf em Novembro e agora cai cada vez mais). Para tentar uma revitalizada nas vendas o correto seria a mudança do câmbio queimado Problemashift por um automatico convencional, manutenção dos preços e financiamento em 24x e taxa zero.

    ResponderExcluir
  5. Outra coisa: Ford, como o Focus titanium plus, com seus puxadores das portas de plástico cinza, forro do teto de estopa, parte interna das portas todas em plástico duro, capô suspenso por varetinha manual, etc...pode custar quase 106.000 reais com pintura metálica? Pagar isso num hatch médio aspirado, com acabamento simples e câmbio automatizado super problematico. Só louco mesmo...

    ResponderExcluir
  6. Já não está vendendo nada e ainda sobe o preço. Vai disputar a lanterna com o I30.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é uma pena para quem gosta de dirigir, pois de acordo com proprietários e publicações especializadas o Focus tem excelente dirigibilidade.

      Enquanto isso os molengões e anestesiados sedans e SUVzinhos vão dominando o mercado.

      Excluir
  7. Carro caro, assim como todos no Brasil.

    ResponderExcluir
  8. Esses preços não são a realidade praticada. Comprei um se plus com 11.000 mil de bônus + pintura metálica sem custo adicional. Na época o preço de tabela era por volta dos 80.000. O carro saiu por 69 mil.
    Hoje o focus esta com 14 mil Km rodados, sem nenhum problema. Confesso que adoro ele: potente, confortável, econômico, dirigibilidade impressionante.
    Porém fui um comprador desavisado, não tinha conhecimento do problema cronico do poweshift. Na minha experiencia por enquanto julgo como um cambio bom, trocas imperceptíveis, relativamente rápido, nada de impressionante mas bom.
    Não me arrependo da compra mas todos esses boatos me fazem ficar receoso com o carro.
    Na época fiz o teste drive no golf, gostei muito mas com os mesmos mimos que vem no focus , o golf iria sair cerca de 15 mil mais caro e na época iria passar muito do que eu pretendia gastar. Por experiencia julgo que são dois carros impressinantes, acima da média em relação a esportividade e conforto, brigam entre pontos positivos e negativos.

    ... mas vou esperar o novo civic 1.5T esse ano para trocar e ai talvez me aquietar por uns 2 a 3 anos com o carro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ***mimos que me refiro: sensor de chuva, ascendimento automático dos faróis, banco de couros, piloto automático, espelho eletrocromico, AC digital e dualzone.

      Excluir
    2. Também estou pensando nesse Civic turbo. Faz tempo que quero seu cliente Toyota ou Honda, mas por enquanto nenhum carro me agrada.

      Excluir
    3. So um detalhe Rafael, infelizmente não são boatos, são a realidade de problemas do cambio que uma hora ou outra vai acontecer com quem ainda não teve o problema.

      Acho o Focus um baita carro, mas este cambio tá matando o modelo.

      Excluir
    4. Assim, teu carro tem garantia de fábrica, eu tive um fiesta titanium com o power shift, apresentou o problema, fui na CCS, detectaram o problema, encomendaram um nova embreagem, umas três semanas depois trocaram. Garantia serve para isso mesmo, conserve suas revisões em dia, e aproveite seu carro, as qualidades dele você desfruta os defeitos dos leitores de ficha técnica, deixa para eles.

      Excluir
    5. Luciano, ainda está com ele ou já conseguiu passar o abacaxi pra frente?

      Excluir
    6. Após a troca da embreagem vendi. E comprei outro igual, está com 60.000 km e não apresenta problema algum, além da garantia ter sido estendida até 150.000 km. Estou aguardando novos motores 1.0 turbo para trocar. Pensei no up, mas vou aguardar hb20,fiesta que logo vão chegar.

      Excluir
  9. isso dona Ford aumente os preços e diga adeus ao grupo G4 Abrindo luga para a santa concorrençia ;) :)

    ResponderExcluir
  10. Por mim pode enfiar esse Focus ai no meio do ... pátio da montadora!

    ResponderExcluir
  11. Ford está abrindo mão do volume de vendas. Estranho isso depois de tantos investimentos para a AL.

    ResponderExcluir
  12. Como uma pessoa normal para mais de 80k em um carro q o câmbio da problema todo mês, motor é manco, acabamento é péssimo.

    ResponderExcluir
  13. O 1.6 SE por 72k, preço de lançamento, valeria a compra, mas por 78k não dá!

    ResponderExcluir
  14. Os melhores comentários postados nos últimos tempos. Infelizmente temos a inflação novamente, e todas montadoras subiram ou subirão seus preços logo.

    ResponderExcluir
  15. Ganharam melhorias? ou só mais lucro e juros pra super faturar mais ainda! kkkkk

    ResponderExcluir
  16. esse carro não convence a quase ninguém, só aos fan Boys da ford mesmo.

    ResponderExcluir
  17. Acho que o preço dos carros sobem na "crise" para que as fabricantes/concessionárias tenha "lucro" dos dois lados. De um lado quando chega algum desavisado com dinheiro e compra pelo valor de tabela, do outro quando chega alguém pedindo desconto e é dado o desconto e o comprador pode sair dizendo que fez um ótimo negócio? Estavam vendendo um carro, hipoteticamente que custa 72 por 78 e com o desconto sai por 76. Vendendo por 72 já seria um belo lucro imagina por 76 ou 78...

    ResponderExcluir
  18. Meu Deus como esta caro!!!Acho que daqui a poucos anos irá ficar inviável a compra de um carro da categoria dos médios, tanto Golf como o Focus estão com preços exorbitantes logo quando o novo Cruze e Civic forem lançados já chegaram acima desses valores que são pedidos por Golf e Focus, onde vamos parar amigos!!!!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.