Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carregando...

Fiat Toro: informações sobre o interior, vendas e test-drive

Categorias: , , , 31 Comentários

A Fiat Chrysler do Brasil já está distribuindo à sua rede de concessionárias autorizadas uma grande quantidade de exemplares da nova picape média Toro - para test-drive e vendas.

Fiat Toro Freedom 1.8 Flex Automática

Cada autorizada está recebendo dois exemplares de test-drive, sendo uma Volcano 2.0 Turbodiesel 4x4, e uma Freedom 1.8 Automática Flex.

Fiat Toro 2.0 Diesel Volcano 4x4 - Vermelha
Além disso, o estoque de algumas lojas já conta com mais de 30 exemplares, já disponíveis para venda.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - Freedom

Ocorre que como o lançamento oficial da Fiat Toro não ocorreu, esses veículos não estão expostos, mas é possível conhecê-los ao vivo, pois os executivos de vendas levam os interessados para ver os carros, mas não autorizam tirar fotos ou vídeos. O test-drive (hoje, 13/02/2016) também não está autorizado.

Fiat Toro 2.0 Diesel Volcano 4x4 - Vermelha

Assim, nós nos dirigimos a algumas concessionárias para conhecer a Toro, e pudemos verificar em detalhes o interior e detalhes externos.

Painel totalmente em plástico duro

Ao entrar no interior da Fiat Toro, seja a Volcano (topo de gama), ou a Freedom (versão de acesso), chama a atenção o bancos revestidos em couro preto que apresentam ótimo acabamento, excelentes costuras e um aspecto bastante esticado - denotando qualidade de construção.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - Freedom - interior

Entretanto, para quem está acostumado com o painel totalmente confeccionado em material emborrachado do Jeep Renegade - modelo que do qual a Fiat Toro deriva -, fica uma certa decepção ao se constatar que, no caso da Toro, todo o painel é feito de plástico duro.

Fiat Toro 2.0 Diesel Volcano 4x4 - interior

Não há qualquer vestígio de material macio no painel, console e revestimento das portas. É tudo de plástico mesmo, a maior parte em preto, mas com algumas peças com pintura específica, como a parte superior e a moldura das saídas de ar, em um tom de vermelho mais escuro metálico.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - Freedom - interior

O volante, por sua vez, é basicamente o mesmo do Jeep Renegade, o mesmo diâmetro e empunhadura, com a diferença que há o emblema Fiat ao centro.

Fiat Toro 2.0 Diesel Volcano 4x4 - interior - espaço traseiro

O espaço traseiro impressiona positivamente pela disponibilidade de espaço - especialmente para os joelhos. Não há, porém, saídas de ar-condicionado para os passageiros traseiros, mas observa-se três apoios de cabeça.

Vendas - não há filas de espera, por enquanto

Com relação às vendas, em uma das concessionárias que visitamos, há já mais de 30 unidades em estoque, dos quais cerca de 10 unidades já foram vendidas - mediante sinal, e posterior pagamento quando sair os preços oficiais.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - Freedom - traseira

Dessas 10 unidades vendidas, todas foram da versão 1.8 Flex Automática - segundo os executivos de vendas que consultamos, essa versão 1.8 Flex é a mais procurada - algo esperado por ser de preço menor.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - Freedom - interior

De qualquer forma, pelo menos nessas concessionárias não há filas de espera, pois quem quiser o carro já pode encomendar e vai pegar o carro tão logo o lançamento nacional - que ocorrerá na próxima semana - tiver sido concluído.

Vídeo - Fiat Toro Freedom Opening Edition



Vídeo - Fiat Toro Volcano e Freedom em movimento (ruído do motor diesel)



Conclusão

A Fiat Toro já está disponível para visitação em concessionárias da Fiat, onde se pode observar o bom acabamento interno e externo, mas com construção do interior totalmente em plástico duro.

Nova picape Fiat Toro

Quem quiser reservar sua Toro também já é possível, pois a maior parte dos estoques das concessionárias ainda não foi vendido.

Ficha Técnica - Fiat Toro 2.0 Diesel
  • Motor: Dianteiro, quatro cilindros em linha, 2.0 16V, turbodiesel, injeção direta, 170 cv @ 3.750 RPM / 35,7 Kgfm @ 1.750 RPM
  • Transmissão: Automática de nova marchas; tração nas quatro rodas
  • Rodas e pneus: 225/65 R 17
  • Peso: 1.672 Kg
  • Caçamba: 820 litros
  • Capacidade de carga: 1.000 Kg
  • Vão livre do solo: 20,2 cm
  • Tanque de combustível: 60 litros
  • 0 a 100 Km/h: 10 segundos (dado do fabricante)
A tabela de preços oficiais segue abaixo.

ModeloVersãoPreço

Fiat Toro
Freedom 1.8 Flex AutomáticaR$ 76.500
Opening EditionR$ 84.400
Freedom 2.0 Turbo Diesel 4x2 MTR$ 93.900
Freedom 2.0 Turbo Diesel 4x4 MTR$ 101.900
Volcano 2.0 Turbo Diesel 4x4 ATR$ 116.500

31 comentários:

  1. pode achar bonita quem quiser eu mesmo não gostei, mas como boniteza não se poem na mesa. se e boa ou não ai já e outra coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já não acho ela tão feia, mas desconfio e muito da qualidade, em especial do modelo a GASOLINA

      Excluir
  2. Já olhei a nova Hillux e a S10,ambas também têm painéis de plástico. Parece ser regra no segmento de pick-ups. Só acho meio sem lógica pagar quase 200k num carro com painel de plástico, no caso da nova Hillux.

    ResponderExcluir
  3. e mesmo amigo MKS. não imaginava que essas pick-ups tivessem painel de plásticos, pensei que fossem revestidos de borracha. EU JURO.

    ResponderExcluir
  4. Eu realmente duvido que os preços serão esses.
    Quando o Renegade foi lançado, diriam que iria iniciar em R$ 65 mil e já começou em R$ 70 mil, portanto, já sendo automático, creio que não virá por R$ 71 mil a versão de entrada AT6.
    Motivos para começar nesse preço tem, pois tem bastante coisa simplificada em relação ao Renegade, mas é uma pickup, tem "mais carro" ai. Resta mesmo esperar o lançamento oficial.

    ResponderExcluir
  5. Esse carro é horroroso !!! a frente ovalizada e a lateral com linhas retas... Mil vezes o Renegade. Consome horrores... Mais um produto que não vale o que custa, ainda mais com esse motor obsoleto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas a versao a Diesel tem um Bom mogor e Cambio. Pq esse 1.8 é ridiculo.
      Deveriam colocar o motor do punto e bravo T jet.

      Excluir
  6. Qual o nivel de conforto do encosto do bancos traseiros? Pelas fotos, parece ser meio termo entre o da Strada e de um hatch convencional. Na fiat Strada, depois de algumas horas já começa a dor nas costas... aquele encosto fica praticamente a 90º em relação ao assento!

    ResponderExcluir
  7. Faça um video mostrando o sistema de abertura da tampa traseira, pelo que ouvi falar tem mais de uma forma de abrir não é?

    ResponderExcluir
  8. Parece ser muito bom !Design futurista, espaço, conforto e segurança!
    Só poderia ser da Fiat, que sempre foi ousada. Vai vender muito!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. 60 litros de altura do solo???? Carblog ?

    ResponderExcluir
  10. Muito dinheiro pra pouco carro, a versão a diesel é a unica que ainda pode alguem comprar e não se arrepender por ter um motor melhor.

    ResponderExcluir
  11. CHEGOU O DIVISOR DE ÁGUA DAS PICAPES PARABÉNS FIAT POR INOVAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk. Divisor de águas, nossa, essa foi péssima, inovação amigo e diferente de imitação!!!

      Excluir
  12. contagem regressiva pro lançamento, faltam 2 dias! dia 15/02 ta chegando...

    ResponderExcluir
  13. De onde tiraram que a Volcano pesa só 1672 kg? Ta lá na porta uma etiqueta com o peso de todas as versões: 1.8 at6 1619, 2.0 mt6 4x2 1709, 2.0 mt6 4x4 1788, 2.0 at9 4x4 1871.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o super trunfo estes kgs a mais ou a menos fazem uma diferença...

      Excluir
    2. Para o super trunfo estes kgs a mais ou a menos fazem uma diferença...

      Excluir
    3. Verdade! Daqui a pouco os pilotos de Super Trunfo vão começar a desdenhar do carro, falando que não presta, que não vale nada, que é muito caro etc.
      De fato todos consomem muito combustível, isso é fato e por mais que nós discutimos isso ao longo dos anos nada é feito realmente para se melhorar o consumo dos carros no Brasil. Falo isso porque algumas semanas atrás vasculhando as fotos antigas dos passeios realizados pela nossa família, encontrei um caderninho com os valores gastos em dinheiro e combustível. Para falar a verdade a anotação era de 1981, e constava o consumo do fusca do meu pai; motor 1300 L, refrigeração a ar e pasmem: o consumo na estrada era de 13,2 km/l. Lendo aquele "livrinho" me vieram boas memórias mas cheguei a conclusão que nossos motores não evoluíram nada ou até pior andaram para trás. A única que coisa que deve ter piorado deve ter sido o combustível e a má vontade das montadoras em realmente investir em motores novos.
      Quanto a isso, parabéns pela FIAT em lançar algo novo num momento de crise e pela coragem em inovar.
      Abraço a todos!

      Excluir
  14. O renegade diesel pesa 1650 kg, então é estranho a toro diesel pesar a mesma coisa. Deve ser 1870 kg mesmo.
    Se a toro flex pesar 1620, isso é 150 kg a mais que o RN flex. A toro flex com carga vai se arrastar.

    ResponderExcluir
  15. Para andar no asfalto é um excelente formato, sao muito mais bem aproveitadas que caminhonetes como s-10 e Hilux que são trambolhos com o mínimo de conforto, porém precisa ter um desempenho decente, coisa que esse 1.8 não passa nem perto, ele empurra palio, strada mas um carro desse porte e capacidade de carga aí é dose! Vai ter que subir serra em 1ª e 2ª marcha, A dianteira medonha, é um ar da FIAT europeia que só faz carro bizarro.
    Em nosso mercado que as peruas não existem mais e os suvs são caros e com malas pequenas, tem futuro, como a Oroch que é feita que só ela mas muito pratica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando você tiver de carregar alguma carga,seja no asfalto ou terra,irá saber porque inventaram a Hilux,além da melhor manutenção ela conta com a robustez,falar mal de Hilux é pura desinformação.Pick-up de verdade não tem conforto mesmo,foi feita pra trabalho,o problema é que tem muita gente que adora passear com elas em Shopping,ai não tem problema,essa Toro pode até atender.Poe ela pra puxar carga e ao menos ouse colocar a danada na terra pra você ver...

      Excluir
  16. Acho que ter o painel totalmente de plástico rígido é uma questão irrelevante e sem importância alguma. É claro que seria melhor se tivesse tudo emborrachado, mas o fato de não ter é um detalhe insignificante, que não impacta a avaliação do veículo em seu todo.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.