Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Jetta 2016: itens de série das versões e especificações

Categorias: , , , 38 Comentários

A Volkswagen do Brasil anunicia a linha 2016 do sedã médio Jetta com novidades mecânicas e tecnológicas. As versões Trendline e Comfortline trazem novo motor 1.4 TSI de 150 cv com transmissão automática de seis marchas e função Tiptronic.

Novo VW Jetta 1.4 TSI 2016

Esse novo motor das versões de acesso do Jetta implica em um aumento de potência de 30 cv (25%) e de 7,1 kgfm (38%) no torque, em comparação à motorização anterior . Com isso, o sedã é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos. Controle eletrônico de estabilidade (ESC) e bloqueio eletrônico de diferencial (EDS) com XDS são itens de série em todas as versões, assim como direção elétrica de série, suspensão traseira multlink.

Novo VW Jetta 1.4 TSI 2016

No campo de tecnologia, o Jetta 2016 conta com o novo sistema de infotainment com Volkswagen App-Connect que permite espelhamento do smartphone com as plataformas MirrorLink, Android Auto e Apple Car Play. O pPorta-malas oferece com 510 litros de capacidade.

Novo VW Jetta 1.4 TSI 2016 - interior

Outra novidade é a volta da versão Trendline com transmissão manual, que passa a ser ofertada com caixa de seis marchas, enquanto a topo de gama, Highline, mantém o motor 2.0 TSI com 211 cv associado à transmissão automática DSG de seis marchas. O vídeo a seguir traz os detalhes do modelo.



O Novo Jetta é o carro mais seguro entre os sedãs médios, tendo atingido nota máxima no Latin NCAP e no IIHS (“Top Safety Pick+”).

Tabela de preços - Jetta 2016

ModeloPreço
Jetta 1.4 TSI Trendline ManualR$ 78.230,00
Jetta 1.4 TSI Trendline AutomáticoR$ 83.630,00
Jetta 1.4 TSI Comfortline AutomáticoR$ 89.750,00
Pacote Exclusive (para o Comfortline)R$ 6.470,00
Teto SolarR$ 4.130,00
Jetta 2.0 TSI Highline DSG6R$ 102.990,00

O Novo Jetta chega à linha 2016 com melhor desempenho, novos equipamentos e tecnologia. O sedã Volkswagen passa a ser equipado nas versões Trendline e Comfortline com o novo motor 1.4 TSI de 150 cv. A configuração Highline mantém o consagrado motor 2.0 TSI com 211 cv, associado à transmissão automática DSG de seis marchas.

VW Jetta 2016 1.4 TSI Comfortline

Além do novo motor, o Novo Jetta 2016 passa a contar de série em todas as versões com itens como direção elétrica, controle de estabilidade, bloqueio eletrônico de diferencial e a nova geração de sistemas de infotainment da Volkswagen, capaz de espelhar a tela do celular com a do console central. Outra novidade é a oferta da transmissão manual de seis marchas para a versão Trendline.

Motor premiado do “International Engine of the Year”

A configuração de motor TSI, de 1,4 litro, foi eleito em 2014 o “International Engine of the Year” (motor do ano) pela nona vez consecutiva na categoria entre 1 e 1,4 litro de cilindrada. Com o resultado, a configuração 1.4 TSI é a mais bem sucedida da história desse concurso internacional de tecnologia de motores.

VW Jetta 2016 1.4 TSI Comfortline

O motor 1.4L TSI, da família EA211 chega para substituir o 2.0 aspirado (da família EA113), que equipava as versões Trendline e Comfortline.

VW Jetta 2016 1.4 TSI Comfortline

Os números mostram os benefícios do downsizing (redução da cilindrada, com desempenho). O Novo Jetta com o motor 1.4L TSI tem 150 cv na faixa de 5.000 rpm. O torque máximo é de 25,5 mkgf já disponíveis a 1.500 rpm. Ou seja: um motor 30% menor em cilindrada, porém com 25% a mais de potência e 38% a mais de torque em comparação ao 2.0 aspirado utilizado anteriormente.

Motor 1.4 TSI - Desempenho e consumo

O motor 1.4L TSI pode ser combinado à transmissão manual de seis marchas ou à transmissão automática de seis velocidades com função Tiptronic (que permite ao motorista efetuar as mudanças manualmente, por meio da alavanca de câmbio ou por aletas no volante).

VW Jetta 2016 1.4 TSI Comfortline

Independentemente da transmissão, o Novo Jetta equipado com o motor 1.4 TSI acelera, segundo a VW, de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos e alcança 203 km/h de velocidade máxima. Os dados abaixo são os medidos pela Revista Quatro Rodas.

ProvaVW Jetta 1.4 TSI 2016 - gasolinaVW Jetta 2.0 8V (modelo anterior)Vantagem do 1.4 TSI
Aceleração de 0 a 100 Km/h [s]10,313,329,13%
Aceleração de 0 a 1000 metros [s]31,2
Velocidade @ 1.000 metros [Km/h]170,7
Retomada de 80 a 120 Km/h [s]6,79,744,78%
Frenagem a 120 Km/h [metros]58,2
Consumo cidade (ciclo urbano) [Km/l]11,510,410,58%
Consumo estrada (ciclo rodoviário) [Km/l]14,712,814,84%

Na tabela acima, os números em vermelho são do Jetta 2.0 8V Flex 2015 (que saiu de linha), enquanto os em azul do Jetta 1.4 TSI 2016, e mostram grande superioridade do novo modelo em todas as situações. O 1.4 TSI é 29% mais rápido na aceleração de 0 a 100 Km/h, 44% mais rápido na retomada de 80 a 120 Km/h, e mesmo assim é 10,6% mais econômico em cidade e 14,8% menos gastão em estrada. Ou seja: um massacre em do novo Jetta 1.4 TSI sobre o modelo que sai de linha.

Eficiência energética

A sigla TSI representa as tecnologias aplicadas ao motor: injeção direta de combustível, combinada ao turbocompressor, de forma a entregar prazer ao dirigir e eficiência energética. Todos os motores TSI se destacam por baixo consumo, alta potência e elevado torque a partir de baixas rotações. A taxa de compressão é elevada, de 10:1, possível graças à injeção direta, e há variação das válvulas contínua na admissão e no escape.

Volkswagen App-Connect – Sistema de infotainment

Todas as versões do Novo Jetta passam a contar, de série, com novo sistema de infotainment . O Volkswagen App-Connect, disponível para as versões Comfortline e Highline, permite espelhamento do smartphone com as plataformas MirrorLink (sistemas Android), Carplay (compatível com aparelhos com sistema Apple) e também com o sistema Android Auto (estando portanto já preparado para futuros lançamentos de smartphones da Google). Esses sistemas proporcionam a reprodução e operação da tela do telefone celular, diretamente na tela do infotainment, como se fosse um espelho e sem comprometer a segurança na condução do veículo.



A versão de entrada Trendline traz o novo sistema de infotainment “Composition Touch” para espelhamento de telefone celular (smartphone) Android pela plataforma MirrorLink. O sistema Composition Touch tem tela colorida sensível ao toque (touchscreen) de 5 polegadas, rádio, leitor de CD e arquivos MP3, Bluetooth e entradas USB, Aux-in e para SD-card.

VW Jetta 2016 - novo sistema multimídia

As configurações Comfortline e Highline contam com o “Composition Media”. Essa central multimídia com tela de 6.3”, sensível ao toque, colorida e de alta resolução, possibilita maior interatividade e entretenimento, além de um visual moderno e tecnológico. Outro destaque é a facilidade de uso, possibilitando uma condução mais segura e confortável.

VW Jetta 2016 - novo sistema multimídia

O Novo Jetta Comfortline e Highline pode ser equipado ainda com o sistema de infotainment “Discover Media”. Conta ainda com leitor de CD, duas entradas para SD-Card, Aux in e porta USB. Estas duas ficam posicionadas à frente do câmbio, na parte inferior do console central, uma região de fácil acesso que permite abrigar com segurança aparelhos de celular no porta-copos, por exemplo. As entradas para SD-Card ficam nas lateralais da área frontal dos sistemas de infotainment. Tudo ao alcance do motorista, melhorando ainda mais a funcionalidade e a ergonomia do Novo Jetta.

É possível parear via Bluetooth dois celulares simultaneamente e operar telefone e áudio (streaming). A central de infotainment “Discover Media” permite a locução de mensagens de texto (SMS) do celular por meio dos alto-falantes. E mais: é possível responder por meio de comando de voz a mensagem, enviada em formato SMS.

O sistema de infotainment “Discover Media” traz adicionalmente recurso de navegação que se destaca pela facilidade de uso e interatividade com o painel de instrumentos, possibilitando uma condução mais segura e confortável. Esse sistema também contempla o “MapCare”, que permite a atualização periódica gratuita da base de mapas durante toda a vida do veículo. Fotos, vídeos e músicas em diversos formatos são alguns exemplos de mídias que podem ser “lidas”.

Versões: itens de série e opcionais

Trendline – Todas as versões do Novo Jetta utilizam sistema de suspensão traseira do tipo Multilink, que garante conforto e segurança em todas as condições de uso. O vídeo abaixo mostra esta versão.



O Novo Jetta Trendline, que pode ser equipado com transmissão manual de seis marchas ou transmissão automática de seis marchas com função tiptronic, tem excelente relação custo-benefício. Sua lista de itens de série inclui volante global da marca, bancos revestidos em tecido preto, direção com assistência elétrica, ar-condicionado Climatic, rodas de liga leve “Sedona” de 16 polegadas com pneus 205/55 R16, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e alarme com comando remoto “keyless”.

Novo VW Jetta Trendline 1.4 TSI 2016Complementam a lista de itens de série do Novo Jetta Trendline o apoia braço com tomada de 12V adicional e saída de ar-condicionado para o banco traseiro, porta-luvas refrigerado, sistema de infotainment “Composition Touch”, iluminação da placa de licença em LED, volante com ajustes de altura e distância e freios ABS com EBD (distribuição das forças de frenagem).

Comfortline – Disponível exclusivamente com a transmissão automática de seis marchas, a versão intermediária Comfortline traz todos os equipamentos da versão Trendline e acrescenta o novo volante global da marca revestido de couro com hastes para troca de marcha (shift paddles) e comandos do computador de bordo e dos sistemas de som e de telefonia, acabamento interno em native (oferecido nas tonalidades preta ou bege), rodas de liga-leve de 16” estilo “Atlanta” e controle automático de velocidade de cruzeiro (cruise control). Também é de série o sistema “Composition Media”.

VW Jetta 2016 Comfortline 1.4 TSI - interior

A versão Comfortline oferece como opcional o teto solar e o pacote Exclusive, que conta com sistema de infotainment “Discover Media”, sistema Coming & Leaving Home, sensor de chuva, rodas “Queensland” de 17 polegadas e pneus 225/45, sistema Kessy (que permite abertura das portas por aproximação da chave e partida do motor por meio de um botão), ar-condicionado digital de duas zonas de resfriamento Climatronic, entre outros.

VW Jetta 2016 Comfortline 1.4 TSI - interior

O ar-condicionado Climatronic possui duas zonas de climatização (para motorista e passageiro) e saída para o banco traseiro, conta com layout semelhante ao do Passat – a temperatura é exibida em mostrador digital.

Highline – Topo de linha para o Novo Jetta, a versão Highline traz o conjunto mecânico com o motor 2.0 TSI de 211 cv e transmissão automática DSG. Adicionalmente ao Novo Jetta Comfortline, conta com retrovisor interno eletrocrômico, rodas exclusivas “Lancaster” de 17 polegadas, entre outros itens.

Novo VW Jetta Highline 2016

O Novo Jetta Highline é equipado com a nova geração do motor 2.0l TSI, da família EA888. O motor utiliza sistema de injeção direta de combustível, turbocompressor e quatro válvulas por cilindro, com comando de válvulas variável, gerando uma curva de torque plana a partir de baixas rotações. O Novo Jetta Highline acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e tem velocidade máxima de 241 km/h.

Novo VW Jetta Highline 2016

Como opcionais, o modelo oferece, além do teto solar panorâmico, dois pacotes de equipamentos: Exclusive e Premium. O primeiro acrescenta ao sedã Volkswagen bancos de couro Vienna (com sistema de aquecimento para os dianteiros em duas opções de cores: preto ou bege) e sensores de chuva e de luminosidade. O pacote Exclusive também oferece retrovisor interno eletrocrômico, espelhos externos rebatíveis, porta revistas no encosto dos bancos dianteiros e função “Coming & Leaving Home”, que acende a farol ao entrar ou sair do carro.

Novo VW Jetta Highline 2016 - interior

Já o módulo Premium traz todos os itens do “Exclusive”, além de sistema de infotainment “Discover Media” com navegação integrada, comando de voz, sistema Kessy (que permite abertura das portas por aproximação da chave e partida do motor por meio de um botão), faróis bixenônio com luzes diurnas de LED e ajuste elétrico do assento do motorista.

VW Jetta Highline TSI 2016 - interior - painel

Segundo o INMETRO, o Jetta 2,0 TSI consome 8,9 Km/l de gasolina em cidade, e chega a 12,1 Km/l em estrada.

Segurança – o mais seguro da categoria

Segurança máxima para motorista e passageiros é uma prioridade para a Volkswagen. Essa premissa foi reconhecida pela organização americana IIHS (Insurance Institute for Highway Safety – Instituto das Seguradoras para Segurança Viária), que classificou o Novo Jetta como “Top Safety Pick+” (veja detalhes aqui).



Para ser classificado como “Top Safety Pick+”, o veículo precisa ter obtido excelentes resultados nos testes de colisão realizados pelo IIHS – incluindo duas simulações de colisão frontal (small overlap e moderate overlap), uma de colisão lateral, de traseira e uma simulação de capotamento.

O Volkswagen Jetta recebe também cinco estrelas pelo Latin NCAP, com os melhores resultados na proteção aos ocupantes adultos, considerando ensaios de impactos frontal e lateral.



As crianças também estarão seguras no Novo Jetta: testes com bonecos (dummies), que simulam crianças com idades entre 18 meses e três anos, confirmam a excelente proteção oferecida pelo modelo, com quatro estrelas.

As versões Trendline e Comfortline contam com quatro airbags de série (dois frontais e dois laterais nos bancos dianteiros) e a configuração Highline traz seis airbags (dois frontais, dois laterais nos bancos dianteiros e dois do tipo cortina). Todo o Novo Jetta comercializado no mercado nacional traz o sistema ISOFIX, para a fixação de cadeirinhas de crianças.

Somam-se a isso importantes recursos de segurança, de série em todas as configurações do sedã Volkswagen:

ESC - Controle eletrônico de estabilidade – O sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica essa para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

ASR (Antriebsschlupfregelung) – Controle de tração - O sistema auxilia o motorista a arrancar ou acelerar o veículo sobre um piso de baixa aderência, graças a uma série de sensores e uma central eletrônica. O sistema atua gerenciando o torque motriz e a frenagem individual da roda que destraciona, auxiliando na aderência dos pneus em qualquer condição de utilização.

EDS (Elektronische Differenzialsperre) – Bloqueio eletrônico do diferencial – Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo. Esse sistema de “tração inteligente” funciona de forma automática, sem necessidade de o motorista acionar um botão no painel.

HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa – Em aclives acima de 5%, o sistema mantém o veículo freado por até 2 segundos, após o motorista aliviar o pedal do freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo a partida do veículo com mais conforto e tranquilidade em rampas.

HBA – Função adicional do sistema ESC, o BAS (Brake Assist System ou Sistema de assistência à frenagem). O módulo do ABS e do ESC reconhece, por meio da velocidade e força de acionamento do pedal de freio, que se trata de uma condição de frenagem de emergência. Nesse momento, o sistema aumenta a pressão no circuito hidráulico e a força de atuação das pinças de freio, buscando a condição ideal de funcionamento do ABS para reduzir o espaço de frenagem.

Postagens relacionadas:

38 comentários:

  1. Meu antigo carro era um Jetta 2.5, meu atual carro é um Jetta 2.0T e meu futuro carro, muito provavelmente, será outro Jetta 2.0T. O carro está mais caro, graças a nossa ótima economia, mas entrega um prazer inigualável de dirigir, com um motor forte e com respostas rápidas. A nova central multimídia é muito boa e espero que até o final desse ano já esteja com o meu novo.

    ResponderExcluir
  2. Esse Jetta está de longe com a melhor relação custo x benefício do mercado.

    O Trendline já vem de série com sistema multimídia com espelhamento só para Android (apple não), rodas de liga leve e etc.

    O Comfortline + Exclsuive vem com rodas de 17, ar Climatronic piloto automático e etc, por R$ 94k. Tá muito bom, pois é um pacote de itens idêntico ao do Corolla ALtis, que custa R$ 10k a mais.

    O que faz falta: motor flex.
    E essa conversinha de suspensão multilink não cola. Não tem sentido multilink nas Comfortline e Trendline, pois essa suspensão não traz vantagens nenhuma abaixo de 200 Km;h, e deixa o carro mais duro e exige mais manutenções e mais caras.
    É claro que a multilink nessas versões é redução de custo, já que produz uma suspensão só no México, que é de onde vem as peças.

    A Falta do motor flex vai tirar muitas vendas do Jetta. Consumidor bhrasiuleiro quer carro flex. não adianta.

    Entretanto, como a VW não é líder no segmento de sedãs médios no Brasil, ela ataca pelo custo x benefício, oferecendo mais por menos. Mas, falta o motor flex.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos fazer as contas:

      Jetta Comfortline (89.750) com pacote Exclusive (6.470): Total: R$ 96.220 e não 94k
      Corolla Altis 102.990 menos 96.220 igual a R$ 6.770 e não 10k

      De resto, a VW vai tentando. Falta ela dizer qual será o volume de produção do Jetta... ou vai ser uma meta aberta?

      Excluir
    2. Está bom mesmo. Mas esse volante de plástico da trendline é de matar. Poderia vir com couro, não precisava nem de comandos multi-funcionais. Poderia ser o do golf comfortline básico.

      Excluir
    3. Kkkkk... para a tristeza do Carlos e para a alegria dos autoentusiastas a Multlink vai ficar até a próxima geração.

      Excluir
  3. O Jetta 1.4 TSI AT6 Comfortline com pacote Exclusive por 95.000 está bem posicionado no segmento, sendo bem completo (Turbo, 6 airbags, Multilink, Ar dualzone, piloto automático, partida por botão, ESP, couro, sensores na frente e atrás, central multimídia com App Connect e GPS...).
    O preço na verdade é caro para um Sedan médio, mas é próximo ao de concorrentes bem menos equipados (Corolla Xei pelado é 90 mil) ou problemáticos (Focus Titanium de 93 mil usa o powershift que trava em congestionamentos, além de ser muito apertado para um Sedan).

    Pros e contras somados, acredito que essa versão Comfortline TSI seja o melhor sedan da faixa de preço.

    ResponderExcluir
  4. VW Jetta com design bem cansado. Mas vão dizer que é sóbrio, elegante e quem não gosta é porque não tem bom gosto. Enfim é um excelente projeto mas que cansa aos meus olhos. Sempre fui cliente da VW mas hoje vejo gol, fox, golf, jetta, tiguan, amarok, touareg, com linhas muito parelhas. Dizer que a intenção é ser um design sóbrio, discreto, frio remete a uma estratégia de padronização de escala global que não me agrada. São carros que hoje você compra pela qualidade do projeto mas não compra design. Acho válido você ter na garagem um carro com projeto sólido
    mas que ao mesmo tempo te agrada aos olhos. O único carro hoje que a VW teve um pensamento fora da caixa foi o UP e acho que isso deveria ser feito pra linha inteira, quebrar paradigmas é ousado e traz risco, mas acho que traz muito know-how e visibilidade para empresa. Tira o mercado da zona de conforto e faz aquele impacto na mídia.

    ResponderExcluir
  5. Melhor negócio entre várias categorias. Com suspensão multilink mais robusta e estável, maior porta-malas que muitos carros e motor não flex que garante um consumo melhor e é vantajoso para a maioria do país. A Honda vai oferecer conjunto semelhante somente bem acima de R$ 100 mil. O novo Cruze não deve chegar por menos de R$ 85 mil na versão básica. Quem se informar compra este Jetta.

    ResponderExcluir
  6. Sedan espaçoso, mala gigante, Turbo, automático, controle de estabilidade, 4 airbags, bancos em couro por R$ 89.750,00 e ainda tem uma condução refinada.

    Mesmo preço do C4 Lounge THP Exclusive (top) que tem a mais: airbags de cortina, alerta de ponto cego no retrovisor, teto solar, chave presencial, partida por botão e leds diurnos.

    ResponderExcluir
  7. Olha tenho que concordar que hoje eu levaria um Jetta 1.4 t pra casa ao inves de um Focus,Cruze e etc... So o motor Turbo ja vale a pena. Agora o 2.0 nao tem concorrente a altura de mecanica e isso eu tenho que concordar. Talvez o Civic 1.5 encomode o jetta 2.0 Tsi.

    ResponderExcluir
  8. Engraçado, o blog cita que a multilink é a melhor suspensão e mais confortável, mas na nacionalização do golf dizem que ela é ruim e que a adotada no golf nacional é melhor e blá blá blá, não entendo .-.

    ResponderExcluir
  9. Uma pena ter deixado o piloto automatico apenas para a versão comfortline e cobrar caro por isso e por um par de paddle shifts.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. O piloto automático deveria ser item de série em todas as versões. Da mesma forma que as versões comfortline e highline também poderiam ter opção de cambio manual.

      Excluir
  10. Um belo carro, com custo-benefício mil vezes superior ao do TataruGolf 1.6. Pena que tem suspensão traseira multilink, que faz barulho e não é suficientemente ROBUSTA prá aguentar nosso piso. :) :)

    ResponderExcluir
  11. Merecia freio de mão elétrico, quebrou a harmonia esta alavanca no console,mecanicamente o 2.0 perfeito para sedan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordei. Desisti da compra de um Jetta há dois meses por conta disso. Já me acostumei com o Freio Eletrônico do meu Golf.

      Excluir
  12. Não da pra entender a vw, onde está o motor que evita multas? Ou a suspensão mais robusta? Ou o cambio manual de 5 marchas? A é, estão no golf nacionalizado.

    ResponderExcluir
  13. Merecia freio de mão elétrico, quebrou a harmonia esta alavanca no console,mecanicamente o 2.0 perfeito para sedan.

    ResponderExcluir
  14. Excelente existir a versão Trendline. Com multilink(!) e cambio manual (!!) e mortor turbo. O paraíso existe. E menos de 80K. E quem achar caro, espera até o final do ano pra comprar, pra voce ver que preço vai ser. A tendência com nossa inflação quase fora de controle é de no mínimo 10% de aumento por ano. Isso se o dólar colaborar ...

    ResponderExcluir
  15. Sempre gostei do jetta ,mas n teria coragem de compra-lo com o motor 2.0 , agora com o tsi , sem dúvida alguma compraria além de ser o melhor sedan do mercado !

    ResponderExcluir
  16. Esqueci de mencionar q e muito melhor o jetta trendline do que o GOLF MSI , apesar de serem de categorias diferentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dá nem para comparar.

      Jetta trendline: 1.4 TSi, suspensão multilink e cambio manual de 6 marchas.
      Golf "comfortline": 1.6 MSi, eixo de torção e cambio manual de 5 marchas.

      A VW esculhambou com o Golf nacional.

      Excluir
  17. Que saia justa está suspensão múltilink. Hora é ruim, hora e boa, hora é frágil, hora robusta, hora cara demais, hora barateia o custo. Algumas versões vem do México, ok múltilink, outras versões serão feitas no Brasil, e de lhe a multilink. E o carro fica mais barato que o golf com motor de fox, com motor 1.4 tsi. E o dólar acima de 4,00 que era as desculpas da pelada no golf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu me divirto muito com o monte de bobagens e desculpas esfarradas de fan boys e haters, engenheiros de blog, entendidos de tudo e afins.

      Excluir
  18. Que surpresa esse desempenho,Jetta 1.4 TSI com gasolina anda menos que o Focus no 0 a 100(Jetta 10.3 s ; Focus 9.8 s) e alem disso é mais lendo que o Focus em todas as situações colocadas de acelerações aqui no blog( aceleração de 0 a 1000 m, velocidade a 1000 m, retomada de 80 a 120 km/h), grande surpresa esses resultados.Tirando isso o Jetta tem tudo pra ser uma excelente opção nesse segmento no qual o líder não é o melhor em nenhum quesito, visto que o Corolla não é o mais rápido, o mais seguro, não tem o maior espaço interno ou o que tem o melhor comportamento dinâmico, longe disso é somente um carro "mediano", logo sua liderança é mais pela tradição da marca Toyota do que por causa dos seus méritos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é devido ao cambio AT6 que ajuda a evitar multas. Se quer desempenho vai de cambio manual ou DSG6.

      Excluir
  19. É muita contradição. Tudo que presta no jetta não serve para o golf e vice-versa. A suspensão do golf é mais robusta, então a multilink do jetta que é mais pesado não é. O motor 1.4tsi gas importado a menos de 80k. Pra levar o flex nacional 90k. E as tops de jetta e golf com dsg 6, o resto com aisin. Digam o que quiserem, mas ou é uma coisa ou outra. Ah tem o conteúdo, tabaum, o jetta high/tsi2.0 não está tão longe de preços do golf high/tsi1.4. Não há como se justificar essas contradições com a necessidade de adaptação às condições brasileiras. Ou se defende um ponto de vista ou outro.

    ResponderExcluir
  20. suspensão traseira multilink? vai desalinhar e quebrar a todo o instante... se aparecer com uma suspensão traseira mais macia, robusta e que não tenha perda de estabilidade (eixo de torção), aí sim fica bom...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O divertido pra não dizer trágico é ver a mesma pessoa se contradizer um dia após o outro. desalinha os miolos. a vw pensa assim hatch tá vendendo pouco mesmo então vou baratear o custo e botar o preço lá em cima, vendo pouco e ganho muito. os sedãs médios ainda vendem, e a briga é de foice, então baixo a margem e boto um produto mais competitivo. quer dizer, quem compra o golf subsidia quem compra o jetta.

      Excluir
  21. Esse jetta, caso confirme o zero a cem em 8,6s obrigara cruze e civic adotaram os motores turbos em todas as versões,lógico, caso a vw mantenha esse motor...Parece que o jetta agora vai...Um bom carro, bem equipado, mas que faltava um motor bacana..

    ResponderExcluir
  22. VW mostrando que tem apreço pela poluição.

    Inaceitável a opção mono combustível, quando se tem na prateleira a opção flex.

    ResponderExcluir
  23. Alguém que tenha o Highline pode me dar uma opinião imparcial sobre o carro ?
    Penso nesse Jetta como próxima opção.

    ResponderExcluir
  24. Hoje eu levaria o 2.0 sem correia dentada! Amarok aqui de casa quebrou a correia dentada com 35 mil km! To fora! Prejuízo para VW!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.