Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf GTI Exclusive 2016: preço vai a R$ 134.670 reais

Categorias: , , 76 Comentários

No lançamento do Golf nacional a Volkswagen do Brasil anunciou o preço do Golf GTI nacionalizado, em sua versão básica, para R$ 117.690 reais - o que é R$ 2.700 reais a mais que o modelo mexicano vendido até então. Houve aumento também nas versões com opcionais, como é o caso da GTI com pacote Exclusive, que agora custa R$ 134.670 reais .

VW Golf GTI 2016 - Preço

O Golf GTI básico traz de série como ar-condicionado digital dual zone, faróis de neblina com iluminação em LED, freios com sistema “Multicollision Brake”, iluminação ambiente (iluminação dos pés, portas e retrovisores externos) com ajuste de intensidade, rodas de liga-leve Aro 17” - “Brooklyn” com pneus 225/45 R17, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro - "Park Pilot", sistema Infotainment “Composition Media” com rádio CD-Player, tela touchscreen de 6.5", sistema Start-Stop, volante multifuncional em couro com comandos do rádio, computador de bordo, controle automático de velocidade e "shift paddles".

VW Golf GTI 2016 - interior - Preço

O Pacote Exclusive acrescenta ACC" - controle automático de distância e velocidade com limitador de velocidade "Speed Limiter" e função "Stop & Go", "FLA" - Assistente de luz para farol alto, "Front Assist" e "City Emergency Brake" - monitoramento frontal e freio de emergência automático para trânsito, "Kessy" - sistema de acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida do motor, "Mode" - Seleção do perfil de condução (Normal / Esporte / Eco / Individual), Comando de voz, Faróis bixenônio com luz de condução diurna em LED, regulagem dinâmica de altura e luz de conversão dinâmica, Sistema de conectividade App-Connect, Sistema infotainment "Discover Media" com tela touchscreen de 6,5", sensor de aproximação, Bluetooth e navegação.

VW Golf GTI 2016 - interior - Preço

Em termos de opcionais, a inovação é o Pacote Sport (R$ 5.100 reais), que acrescenta ajuste elétrico de altura do banco do motorista, ajuste elétrico do apoio lombar do banco do motorista, revestimento dos bancos em couro Vienna Black (Preto), rodas de liga leve aro 18" "Austin" com pneus 225/40 R18.

VW Golf GTI 2016

Outra boa novidade é que ele ficou mais rápido também. Segundo testes da Revista Auto Fácil, a aceleração de 0 a 100 Km/h caiu de 6,6 segundos do alemão para 6,5 segundos no brasileiro. O consumo ficou em 11,3 Km/l de gasolina em cidade, e 15,6 Km/l em estrada.


O modelo manteve o conjunto mecânico do Golf GTI importado: motor 2.0 TSI de 220 cavalos associado a uma transmissão automática DSG de 6 marchas. A suspensão traseira é multilink.

Conclusão

VW Golf GTI 2016 - interior - Preço

Há alguns meses atrás surgiu a especulação que o Golf GTI nacional ficaria mais barato (veja aqui) - mas isso não se confirmou, já que um GTI Exclusive + Pacote Sport + Teto Solar panorâmico custa agora R$ 144.040 reais.

Postagens relacionadas:

76 comentários:

  1. Vou falar uma coisa a vcs: quem achar que tem um golf alemao tem uma joia na mao, pode ir tirando o cavalinho da chuva. Enquanto a VW esta pagando os defeitos do DSG e otimo, mas quando o carro sair da garantia quem for esperto nao vai querer nem ver esse modelo. Meu amigo trabalha com transmissoes ele foi categorico em falar que esse tipo de transmissao nao vai da certo no Brasil por um simples motivo. Nao existe ainda, treinamento adequado para mexer nessa caixa, pouquissimas oficinas mexem com esse tipo de trasmissao. Quando comecar a da pau, vai ficar refem dos preços exorbitantes cobrados da VW (que gira entre 15 a 20 mil reais) para a troca parcial ou total do cambio. Na Europa da certo pq o padrao la e outro, e qualquer pessoa pode pagar pelo conserto. Eu so compraria um alemao se fosse manual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então amigão... Ai pensa comigo, ainda existe o Golf Variant no mercado, que usa o DSG7. Fora que existem várias oficinas em São Paulo que trocam a mecatrônica do DSG6 e do DSG7. Então desculpe, mas discordo de você!

      Excluir
    2. O câmbio do GTI não é o DSG 6? O mesmo que está presente no Jetta TSI também? Não vejo como isso pode ser um problema tão grande, já que o Jetta está no mercado faz muito tempo, certamente existem oficinas que consertam o DSG 6.

      No caso do DSG 7, já não sei como está o mercado.

      Excluir
    3. Dias atrás vi uma matéria que falava do custo do conserto de um motor de um carro da Land Rover que custava mais de 100 mil reais. Quem for comprar carro pensando nos problemas e custos que virão é melhor ficar a pé.

      Excluir
    4. Enquanto a VW esta pagando os defeitos do DSG e otimo, mas quando o carro sair da garantia quem for esperto nao vai querer nem ver esse modelo
      Esse é o verdadeiro motivo da ira dos donos de Golf alemão/mexicanos. No fundo eles sabem que o Golf nacional é melhor que o deles, e estão com medinho de desvalorização do importado. Mas não tem jeito, o mercado vai preferir o nacional, pois é flex, mais robusto, tem peças de reposição nacionais, e etc.

      A verdade é que a VW usou no Golf 7 a "estratégia Microsoft", que consiste em colocar o carro no mercado sem testá-lo adequadamente, e esperando ver os problemas acontecerem em campo, para corrigir o projeto. Claro que dando a correta assistência nas concessionárias para os problemas que surgiram.

      E os donos de alemão/mexicano fizeram o papel de cobaias direitinho: compraram o carro (com preço subsidiadio) e testaram. Os problemas começaram a aparecer no câmbio (DSG7), suspensão traseira (ruídos, desalinhamentos, etc), e eles encheram os forums falando dos problemas.
      A VW recolheu informações de problemas nas concessionárias e corrigiu o Golf para fabricação no Brasil, com nova suspensão e transmissão.

      E, para deixar os atuais donos de Golf´s importados mais tranquilos, importa o Golf Variant do México, mesmo que não venda nada, para deixar os caras que foram feitos de cobaias menos receosos, já que mantém um Golf no Brasil com DSG7 e multilink, o que evitaria o desabastecimentod e peças.

      Então é isso: os donos atuais de Golf importados foram feitos de cobaias. Compraram o carro (subsidiado) para encontrar os defeitos para a engenharia. Fizeram o seu trabalho: apontaram todos ods defeitos, e a engenharia do Brasil os corrigiu todos no golf nacional.
      E, agora, quem comprar Golf nacional, terá um carro muito melhor.

      É a vida segue.

      Excluir
    5. "Cara, se você soubesse do arrependimento que estou sentindo por ter um Golf feito para o mercado Alemão, com precisão em todos os detalhes, que ganhou todos os prêmios de desempenho e segurança possíveis, o único carro do país com 7 airbags, controles de tração, estabilidade e diferencial, start-stop, motor turbo com desempenho de 2.0 e consumo de 1.0, enfim, tudo isso muito bem construído, de modo que estou há 1 ano e meio sem nenhum problema... Cara, estou muito arrependido, mesmo sendo um carro feito para mercados sérios, públicos e críticos exigentes, com peças bem dimensionadas e baixo índice de reparo...

      Ah, se eu tivesse levado em consideração o 1% de problemas, as alegações de câmbio e suspensão, certamente eu seria um proprietário mais feliz agora... Acho que eu deveria ter comprado um Focus ou 308, Cruze, Bravo, enfim... Todos muito melhores..."

      Cara, carro tem que cuidar! Andar correto, fazer as revisões, e contar com a garantia se precisar. São 3 anos para monitorar e tirar qualquer vício... No meu caso, até agora, zero problema e baixo custo de revisão. Vou deixar meu cavalinho exatamente aonde ele está...

      Excluir
    6. íveis, o único carro do país com 7 airbags, controles de tração, estabilidade e diferencial, start-stop, motor turbo com desempenho de 2.0 e consumo de 1.0, enfim, tudo isso muito bem construído, de modo que estou há 1 ano e meio sem nenhum problema.

      O Golf nacional tb tem 7airbags, controles de tração, estabilidade e diferencial, start-stop, motor turbo com desempenho de 2.0 e consumo de 1.0 (aliás, que anda mais e bebe menos que o importado, conforme teste da 4 rodas). Só que o nacional é tudo isso, e melhor. Exige menos manutenção, mais barata, suspensão mais robusta, e cãmbio epicíclico com conversor de torque que anula o lag de baixa do motor 1.4 tsi, deixando o nacional mais ágil e suave.

      Enfim, o Golf importado alemão/mexicano é muito superior a tudo que tem no mercado, exceto o Golf nacional, que é ainda melhor que os importados.

      Excluir
    7. Tenho Jetta DSG comprado 0km e hoje com quase 70.000km nunca tive nenhum problema no câmbio, apenas a manutenção recomendada aos 60mil km em que foi feita a troca do óleo (6x R$ 115,00 o litro).

      Acompanho o clubedojetta muito antes de ter comprado, e lá não há relatos de Jetta com o DSG tendo problemas... sendo que vários deles já passaram dos 100.000km.

      Excluir
    8. Lukoh, estou pensando em comprar o Jetta DSG como próximo carro, poderia me dar uma opinião sobre o mesmo ?
      Fico agradecido.

      Excluir
    9. É carlos4carros, a vida é dinâmica, né? lá atrás, em 2014, você não falava isso. Golf Alemão é um carro top, concordo. Mas eu falava que a tecnologia talvez não fosse 100% adaptada ao piso brasileiro. Mas vc tem razão: pro uso normal, o Golf Br, pras condições de uso do nosso país, é melhor. Quem quer o DSG/multilink, tá aí o belíssimo GTi.
      Na minha opinião, o posicionamento atual de mercado da VW está corretíssimo.

      Excluir
    10. Nossa! Que arrependimento por ter um Jetta TSI, com a mega problemática e frágil suspensão multlink, e com o super melindroso câmbio DSG6!
      Poderia ter esperado para ter um super robusto Golf nacional, bem melhor que o mexicano e o alemão! Ou um 308, ou um super completo Vovorolla (que não deve ter controle de tração por que isso talvez deixaria o carro menos robusto)...
      Vou vender logo o meu Jetta TSI antes que ele desmanche!! Alguém interessado? Vou logo avisando, é frágil!

      Excluir
    11. Cara, acho que VC deve ter se confundido com a Turbina, que anda dando problema mesmo, quando o carro é reprogramado!!! Esse cambio DQ250 já está no mercado a um bom tempo ... Desde o Jetta, nunca ouvi falar em um problema com esse cambio.

      Excluir
    12. A transmissão DSG não é de papel. Já está no mercado há muitos anos, e segue no Jetta e no Golf GTI, que é o topo de linha.
      E considerem que deverá vir também no novo A4, inclusive para o Brasil.
      Quero ver o que vai ser dito sobre o DSG, já que o A4 é um carro excepcional.
      Percebe-se comentários muito parciais e convenientes, para tentar depreciar algumas coisas, e superestimar outras.
      É melhor desconsiderar determinadas opiniões, pois não passam disso.

      Excluir
    13. Se o amigo que trabalha com transmissões for mecânico, uma sugestão é que ele procure então se capacitar para poder realizar a correta manutenção do sistema DSG.
      Ele estará acompanhando a evolução tecnológica e proporcionando uma oportunidade para o seu mercado de atuação.

      Excluir
    14. Putz, esqueci de dizer + auto hold e tudo por 75 mil...

      Excluir
    15. Thyago,

      desta vez vc pisou no tomate. Pergunta se existe um arrependido de ter comprado o Golf TSI DSG. Não vais achar uma alma sequer.

      Excluir
    16. Vdd Carlos, tb tenho um Highline Mexicano e estou muito arrependido da compra. Fico pensando que hoje com o mesmo valor, eu compraria um MSI com Tiptronic, mais robusto com aquela suspensão do Passat sabe, carro alemão de 1974 e tb com o moderníssimo Tiptronic, ultra testado até no Golfssauro, muito mais pacata nas trocas e de quebra da sempre um tranco pra te deixar ligado qdo freia, pq ela engata a primeira marcha. E seria legal tb pq eliminaria um monte de frescuras do carro, como acabamento em black piano, partida sem chave, nada de volante multifuncional, multilink, DSG (troca marcha muito rápido, faz mal), auto hold, start stop, luzes em led, e outros itens mais, afinal, ter tecnologia só significa custos extras caso de problema né?

      Por fim, fico imaginando o desespero que vai ser para os caras que compraram o último lote de mexicanos importados, qdo forem vender seus carros, digamos daqui 3 anos e um futuro comprador de Golf usado tiver à disposição um Comfortline Mexicano 15/15 ou um Comfortline Brasileiro 15/16 por basicamente o mesmo preço... Qual será q ele vai levar?

      Excluir
    17. Corrigindo, meu Highline é Alemão, 14/14.

      Excluir
  2. Perdeu os bancos em couro natural (1700 euros na vw.de). Portanto, o preço não abaixou, apenas perdeu um ítem caríssimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a famosa pegadinha do malandro. Não baixou nem um centavo.

      Excluir
    2. Fora que o gti nunca fez 0-100 em 6.6 como dito no Blog, e com combustível descente ele faz 6.2

      Excluir
  3. Ah sim, baixou o preço...nem banco de couro tem mais... que piada.

    ResponderExcluir
  4. O lineup do Golf está muito mais lógico, e mostra que a VW respeita o consumidor.

    Nos modelos confortline e highline, vem com suspensão semi-independente, que é mais confortável, robusta e que não exige manutenção frequente e nem desalinha a traseira.
    Ou seja, um esquema correto, mais leve, mais confortável e mais barato e manter, já que nesses casos os consumidores não se bebeficiariam jamais das vantagens do multilink.
    E nesse carro também o câmbio tiptronic foi a melhor opção, mais robusto e de funcionamento suave, que é o mesmo câmbio usado nos Golf vendidos nos EUA/Canadá.

    E agora, no GTI, uma versão destinada a alta performance, a VW coloca uma suspensão que melhora o comportamento do carro em altíssimas velocidades, mas exige mais manutenção e mais cara, e atenção ao alinhamento traseiro.
    Mas quem compra o GTI quer performance, então ele vai pagar por isso, e sabe que está com um conjunto mecânico mais sofisticado e que exige mais dinheiro para manter.

    Já nos COmfortline/Highline seria sacanagem com o consumidor (que a Ford faz no Focus e a Honda no Civic) obrigar o consumidor usar um esquema de suspensão mais caro de manter, mais duro e mais susceptível a buracos e a deslinhamentos, se o consumidor não se beneficia disso (já que só é sentido acima de 200 Km/h).

    Enfim, VW mostrando que pensa no consumidor brasileiro, e dá a ele os carros adequados a cada proposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoal desculpa,
      Eu estava aqui vendo o blog quietinho, sem falar nada mas quando vi isso não aguentei vou ter que comentar. Que contradição enorme!
      O cara é o rei dos paradoxos!

      No mesmo post ele se contradiz,

      Em uma Comentário ele fala que a montadora usou os clientes de "COBAIA" Que mantém um veículo em linha apenas para os clientes acharem que vai ter peça para o carro deles porém alguns comentários antes falou que a montadora "Respeita o consumidor"

      Alguém consegue me explicar esse raciocínio?

      Excluir
    2. Outro ponto que eu acho engraçado é falar que tal câmbio é usado nos Estados Unidos o maior mercado de carros do mundo e mimimi.

      Primeiro, como se o posicionamento de um carro fosse o mesmo em todos os lugares do globo... Vamos botar pingo nos "is" como diriam os mais velhos... Nos Estados Unidos é um carro de entrada, onde a VW é apenas a 18 maior montadora em número de vendas... Golf lá tem proposta de carro de baixo custo, para universitário. Na Europa é o carro mais vendido e tem outro posicionamento, de modelo mais familiar, não é carro de entrada, normalmente é o carro que testa todas as tecnologias da marca, já q lá vc tem Up e Polo fazendo às vezes de carro de entrada.

      Com esses cenários esclarecidos e considerando q a faixa de preço do Golf no Brasil é mais voltado para alta renda, afinal nessa terra infelizmente a grande maioria da população não dispõe sequer dos 75k iniciais que são pedidos pelo Comfortline MT, qual modelo vc gostaria de ter, um baseado em um mercado q ele é "simplificado" para ser carro de entrada ou baseado em um mercado em q ele verdadeiramente concorre com os carros de marcas premium?

      Excluir
    3. Outra coisa, Bruno: nos EUA, o preço dos carros é baseado nos custos. Se posicionar o preço um pouco acima disso, simplesmente o consumidor não compra. Daí a VW teve que simplificar o modelo e reduzir custos para fazer o correto posicionamento no mercado.

      Excluir
    4. Exato MKS, e é justamente esse posicionamento que tornam o Golf americano e o Golf alemão, produtos diferentes, pq precisam atingir públicos diferentes, de forma q o americano precisa ser "simplificado".

      Agora aqui no Brasil temos uma simplificação que não se traduz em preço, simplesmente pq esse mercado tudo aceita.

      Excluir
  5. O multilink do focus é extremamente macio e confortável! Raramente desalinha. O do civic que é duro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Focus dá problema direto na suspensão traseira. Qualquer pancada e ocorre o desalinhamento das rodas traseiras.
      Sabe quanto custa alinhar? R$ 200 reais.
      Pior de tudo é que como tem direção elétrica, ele não transmite para o volante a trepidação e nem puxa para os lados. Então o motorista não percebe, e quando vai ver os pneus já foram embora.
      As pessoas perdem pneus direto, tanto com Focus quanto com Civic, pois não percebem que o carro está com a traseira desalinhada.
      Há casos de Focus que não puxa nada, e coloca na máquina dá 7 ..8 graus fora de especificação.
      Enfim, é um absurdo que Ford e Honda obriguem seus consumidores a arcar com todos os ônus de manter uma suspensão multilink (mais dura, exige atenção direto para ver se não desalinhou a traseira, maior consumo de pneus, manutenção mais cara e frequente), se esses consumidores não tem o bônus da multilink, pois jamais vão usar o carro acima de 200 Km/h (o Focus e o Civic nem chegam a tais velocidades).
      Isso tudo porque Ford e Honda só pensam e maximizar o lucro, empurrando para os brasileiros suspensões inadequadas para nossas vias.

      Certa fez a Toyota, com o Corolla. Tirou a suspensão traseira multilink do europeu e colocou eixo de torção. Resultado: vende mais Corolla que todos os demais sedãs médios juntos, muito por conta de sua fama de robustez, que é também da suspensão, que nunca desalinha, não dá problema ou manutenção, e ainda oferece mais conforto e melhor comportamento dinãmico que Civic na pista.

      A VW fez o mesmo que a Toyota com o Golf nacional, então a VW está de parabéns também. VW e Toyoa mostram que respeitam o consumidor brasileiro.

      Excluir
    2. Há dias vi um comentário de um proprietário de um Golf alemão que tinha rodado mais de 80 mil km e não tinha feito nenhum alinhamento. Já rodei quase 40 mil km e só fiz alinhamento uma vez e não precisou corrigir nada no carro. Esse papo de manutenção na suspensão é uma furada. E olha que já caí em cada panela, inclusive tive que trocar os pneus originais por ter apresentado bolhas.

      Excluir
    3. Rodou 40.000 e já alinhou 1 vez? Se fosse o golf nacional não teria que ter alinhado nenhuma vez. ZERO.
      E é claro que depende muito de onde o cara anda com o carro. Quem toma cuidado, anda só em via boa, estradas excelentes, terá menos problema na suspensão.
      Mas a realidade brasileira não é essa. Sai de SP e a realidade das estradas e vias é um desastre. Buracos, valetas, crateras. E o Golf nacional tem que andar em SP e nos demais lugares do Brasil, onde o povo compra Golf (e Civic e Focus) e nem sabe que tem que cuidar de alinhamento na traseira.
      Aí é buraqueira, cratera e etc. E o resultado tá nos foruns, com várias pessoas reclamando de consumo excessivo de pneus e etc.
      Ou seja, o Golf nacional é um produto muito superior. Suspensão magnífica (como mostram todos os testes), muito mais robusta e que não exige manutenção NUNCA, pois JAMAIS desalinha a traseira.
      Em resumo. Enquanto o dono de golf mexicano/alemão tem que ficar de olho na suspensão traseira do seu carro, o dono do nacional poderá esquecer que ela existe, pois é um esquema muito melhor para andar abaixo de 200 Km/h, além de mais confortável e macia.

      Eu acho que os donos de golf importados não precisam ficar bravinhos. Vcs pegaram um puta carro com preço subisidiado. Mas o carro de vcs é infinitamente melhor e mais robusto que Focus e Cruze, mas é pior que o Golf nacional.

      Excluir
    4. MKS, você está certo cara! Na web e principalmente por aqui, nesse momento em que todos os esforços precisam ser (e isso é lógico e correto em termos de mercado) para salvar/bem posicionar o Golf Nacional, a gente encontrará esses apontamentos estranhos... Mas, indo para a realidade, conversando com reais proprietários de Golf Alemão e Mexicano, a satisfação é ampla... Sempre há quem não entenda o que tem nas mãos, mas dos contatos que já tive, o carro é unânime.

      Não sei quanto aos demais, mas meu receio é apenas, daqui alguns anos, quando for eu trocar de carro, se haverá no brasil o mesmo case histórico que só vi a VW fazer: um carro completo e de padrão internacional, no valor do mercado nacional (e até com um bom preço!).

      Os caras tem que fortalecer o Golf Nacional mesmo e isso está certo, é o que temos para agora e o carro ainda deve ser muito bom e melhor que os demais. Então está tudo bem pra todo mundo, pois, na real, o Golf Importado foi um caso à parte nas décadas de desrespeito ao consumidor brasileiro pela indústria de automóveis.

      Excluir
    5. Exatamente, Carlos JSB! O fato é que Golf alemão e mexicano são melhores que o nacional. Agora, como vc bem colocou, a VW vai tentar alavancar a imagem do carro para compensar o downgrade sofrido. O carro era ótimo e se tornou bom. Ainda superior à concorrência.

      Excluir
    6. Eu alinhei o Multilink do Golf com 14 mil km rodados em 2 min, um simples parafuso e sem custo extra. Menos!

      Excluir
    7. Golf alemão é THE VERY BEST.

      Excluir
    8. Disseram tudo Carlos e MKS, quem comprou os importados levaram para casa o "the very best" e o melhor, por um preço q era realmente barato pelo q se entregava... Hoje o nacional está longe de ser um produto ruim, apenas saiu do nível de comparação de A200 e série 1 e ficou comparável a Focus ou na versão High, com o A3, outro q foi extremamente simplificado. Sem citar q o nacional ficou muito mais caro.

      Antes que alguém venha com o mimimi da inflação, quero lembrar que a renda média do brasileiro não acompanha esse crescimento, principalmente em cenário de retração, como o q vivemos.

      Excluir
  6. Obaaaa vou correndo comprar o meu! Hahahaha

    ResponderExcluir
  7. Só 123 mil??????
    Agora ficou fácil......

    ResponderExcluir
  8. Como coloquei no outro comentário.o dono do blog eh um fanfarrao...rs.Ta com desconto mas tiraram o banco d couro..eh aquele ditado: "pela metade do dobro". Os caras nao nem disfarcam pra ser imparcial. Insistem q o Golf nacional eh melhor e mais rapido q o importado...tudo bla bla bla.mas fazem a parte deles q eh defender o nacional

    ResponderExcluir
  9. Tem varios modelos do Golf o Corolla não tem

    ResponderExcluir
  10. Pelo jeito o pacote Exclusive perdeu o ACC e os bancos em couro. Mesmo assim está bem mais em conta. São R$ 6,3 mil pelo sistema de partida por botão, modos de condução, navegação e farois de xenon.

    Além da possibilidade de levar o xenon sem ser atrelado a um pacote de R$ 18 mil (ou R$ 12 mil na Variant), este preço está praticamente o cobrado pelo pacote Elegance nas versões Highline e Comfortline mexicanas.

    ResponderExcluir
  11. Quero comprar um GTI mas estou pensando no Facelift que está por vir, o que fazer?

    ResponderExcluir
  12. pacote exclusiv ficou mais barato porque perdeu os bancos de couro, dai criaram outro pacote, o Sport que adiciona o couro e rodas 18.
    A VW fez isso pois ate onde sei, muitos compradores do Golf GTi, e conheco alguns, curtem o tecido xadrez.
    Realmente é legal. So acho que no pacote exclusiv a VW poderia ter colocado os bancos como existe na europa (parte de tras e laterais dos bancos e portas em couro, meio do banco em xadrez e as laterais de dentro como apoio das costas e do assento, juntamente com encosto de cabeca em alcantara., Fica muito show)
    E a VW tambem poderia ter adicionado no Golf Brasileiro os freios redimensionado que vem no GTI Performance, ja que tem muuuito Golf GTI chipado, preparado. Entao discos maiores e ventilados nas 4 rodas(340x30 na frente e 310x22 na traseira, mesmo conjunto que S3 usa) seriam bem vindos.
    Enfim, ficou bom. So acho que eh um sem vergonhice pagar 117 mil em carro sem xenon original. Deveria ser de serie, assim como teto solar.
    Essa nova versao exclusiv, deveria ser a de entrada custando 115 mil. Isso eh o que eu acho, ainda mais sendo fabricado aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde a versão alemã falta também o DCC que é o controle dinâmico do chassis,deveria vir no Pacote Premium ou num pacote a parte junto com o performance package que adiciona 10hp à máquina.

      Excluir
  13. Penso exatamente igual em relação a exclusivamente vir a 115 mil, porém essa versão de entrada deveria vir a 99 mil

    ResponderExcluir
  14. Comprei hj o a3 ambition 2.0.. Adoro o golf highline, mas acho o GTI feio com freios e listas vermelhas... O banco xadrez acho horroroso... Se tivesse highline 2.0 seria minha escolha, como não tem fui no audi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fez uma ótima compra pode ter certeza!!!

      Excluir
    2. Realmente gosto não se discute, eu acho o interior do Ambition muito feio para o valor do carro que parte de R$ 137.000, principalmente o volante que poderia ser mais esportivo e menos careta, além da iluminação vermelha dos botões, que passa uma sensação de coisa antiga, pois é a mesma cor de carros bem mais baratos como o Sandero. E sobre as linhas vermelhas do GTI acho que é o que faz com que todo mundo olhe na rua. rs. O interior então é bem mais resolvido, com feixes em led nas portas e na soleiras além de iluminação branca nos botões.

      Excluir
    3. Estão dando descontos no 2.0 tb?

      Excluir
    4. O que eu menos quero e justamente isso.... Pessoas olhando. Qero carro pra mim, não para ficar me exibindo

      Excluir
  15. Alguém pode confirmar se o golf nacional, pelo menos o GTI, vai voltar a vir com freio de mão eletrônico e auto hold? Algo me diz que sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma boa! Mas acho que segue exatamente o modelo alemão.

      Excluir
  16. Já tive Jetta Tsi e Tiguan nuca deram problemas carros excelentes. Jetta Tsi é uma carro muito em cidade fora isso só elogios. Tiguan revisão não é barata afinal a cada 6 meses R$ 600,00 mas os maiores porém é câmbio Tiptronic que não era muito bom mas principalmente que não sou sócio de posto combustível média de 4,5 por litro.

    ResponderExcluir
  17. Perdeu o ACC? Se positivo foi um total retrocesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdeu ACC, Front Assist e City Emergency Brake.

      Ou seja, retrocedeu e muito.

      Excluir
  18. O nacional não é mais o mesmo mais o carro é 10

    ResponderExcluir
  19. Imagino que o pacote Sport deva ser aproximadamente uns 8 mil, mais 5 mil de teto solar 13 mil. Ou seja sai a 137 mil...... Kd a redução de preço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que está no site da vw no monte seu carro os 124mil é do carro com todos os opcionais já!!!

      Excluir
  20. Perdeu o ACC, o Front Assist e o City Emergency Brake...

    ResponderExcluir
  21. Hoje fiz uma viagem de uns 300 km para estrear o a3 2.0 tsfi ambition.... Estabilidade e fora do normal, freios TB, anda muito, mas como tive o jetta e esperava mais pelos 20 cv e 7 kgfm a mais.... Fiquei surpreso com a economia... Faz 14 fácil...

    ResponderExcluir
  22. O blog já tem os resultados de janeiro? O Golf se manteve na liderança?

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. GTI com este banco xadrez... sonho! Ainda chego lá

    ResponderExcluir
  25. Carlos você (se existir mesmo) tem uma parati - pelo que me recordo, certo?
    Você que gosta tanto de discutir sobre VW e Audi, dizendo que alguns aqui não "merecem" um Audi, ou não tem condições de tê-lo, será que você tem dinheiro para comprar um Golf, ou mesmo um Gol??

    ResponderExcluir
  26. Pena é que apenas o GTI não perdeu a ótima DSG e mantem a suspensão Multilink.
    Agora os Golf abaixo dele pioraram muito. Perdem em prazer de dirigir (suspensão de palio) agilidade (cambio com tecnologia ultrapassada) economia (também por causa do cambio com converso de torque).
    E isso por um preço maior do que se pagava pelos modelos importados.
    Resumo: O Focus vai sambar na cara do Golf nos modelos até 100mil.
    Isso não é problema para mim, que não sou vendedor nem acionista de montadora nenhuma, mas também deixo de ser comprador de Golf.

    ResponderExcluir
  27. GTI nacional: 0-100km/h em 7,4 segundos. TSI nacional manual: 0-100km/h em 8,3 segundos.

    ResponderExcluir
  28. HauhauaHua cara, parece que eu tô lendo comédia quando eu vejo esses comentários desse carlos4carros. Carlos, já que robustez é o que interessa acima de tudo, meu tio tem uma toyota bandeirantes 1957, robusta pra c*!! Nunca quebrou, sobe e desce morro que é uma beleza. Se quiser eu dou uma idéia nele pra trocar no seu golf tsi alemão/mexicano, já que vai quebrar fácil. Vc volta $ 10k pra ele e tá tudo certo. Mas me dá um retorno logo antes que o seu carro quebre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei de todos os comentários, serviu pra eu formar uma idéia, e concluí q eu realmente quero um golf gti banco xadrez.so tenho dó de sair do corola 2015

      Excluir
    2. GTI é uma compra que o cara não se arrepende... Tinha um 408 antes, quando passei pro GTI, o mundo mudou... Talvez não seja só a suspensão, mas com a multilink a impressão que eu tenho é que o carro é muito mais macio e, ao mesmo tempo, mais ágil e dinâmico nas curvas... Para quem gosta de esportividade é o que tem no Brasil nessa faixa de preço... Levar o GTI para um trackday chega a palpitar o coração! E detalhe, vários trackdays no ano e o carro continua tão macio e confortável quanto antes, a suspensão e o chassis são muito resistentes, só gastou pneus e freios, claro, as pastilhas originais duram uns 5, 6 trackdays, dependendo do quanto o cara anda...

      Excluir
  29. Com esse valor eu compraria o Corolla e mais bonito.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.