Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Cruze 2017: produção começa em maio, na Argentina

Categorias: , , 40 Comentários

A General Motors confirmou que a nova geração do seu modelo médio Cruze começa a ser produzido na Argentina, na cidade de Rosário, em maio. Conhecido como Projeto Phoenix, encerra investimentos de 750 milhões de dólares para comercialização em seu mercado doméstico, Brasil e demais países do MercoSul.

Novo Chevrolet Cruze Hatch 2017

O anúncio foi feito pelo novo CEO da GM Argentina, Carlos Zarlenga, que assumiu o cargo no início de 2016 em substituição a Isela Costantini.

Novo Chevrolet Cruze Sedan 2017

A segunda geração do Chevrolet Cruze será fabricado na Argentina em versões sedan e hatchback, mas ainda não há informações sobre o powertrain, mas espera-se que será o mesmo adotado no modelo vendido nos EUA: um 1.4 Turbo com 150 cavalos.

Postagens relacionadas:

40 comentários:

  1. Na minha opinião. Um bom carro com um bom motor!
    Ficou mais de 100kg mais leve e finalmente largou aquele 1.8 manco.
    Gosto muito da VW, mas se ela não abrir os olhos...
    Já deu um tiro no pé, colocando o MSI junto com o MQ200-5F ao invés do 6F, no Golf7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para com isso... carro estilo quebrou joga fora. bomba de combustivel problemática, nao tem janela no tanque, pivo preso com ARREBITE, suspensão que não dura 20kkm, modulo de injeção roblematico, beberrão, banco barulhento, suspensão barulhenta, acabamento tosco.... CHEGA

      Excluir
    2. É uma nova geração...Esses problemas de carro de baixo custo vão sumir.

      O Cruze passado era um projeto para emergentes feito em parceria com a Daewoo, de lá pra cá muita coisa melhorou pro Cruze. Ele foi feito em cima do Opel Astra europeu.

      Excluir
    3. Nem começaram a fazer o carro ainda. Produção iniciará em Maio.

      Excluir
    4. Os cara é foda! Vão julgando de olhos fechados kkkkk
      Não sabem ler que esse é um novo carro, uma nova geração e tem teve mudanças.

      Excluir
    5. Poderia ser a VW,mas aquele chip safadinho ferrou tudo!

      Excluir
    6. Se repararem nos vídeos feitos até então, acabamento interno é bem superior ao do novo civic

      Excluir
    7. O acabamento da versão RS é bastante caprichado no emprego de materiais.
      As demais versões estão em similar nível ao Civic.
      A Edmunds teceu bons comentários e comparativos e pontuou o Civic como sendo ligeiramente melhor por apresentar quadro de instrumentos e um painel mais ergonômico.

      Ambos modelos possuem similar nível de acabamento ...

      Excluir
    8. Falou tudo ,a VW está conseguindo matar o Golf...com esse motor 1.6MSI no comfortline tirou a opção mais em conta para se ter o motor 1.4TSI no Golf,coloclou esse motor na única versão Highline cheia de mi,mi,mi e mais cara...
      Com a chegada desse novo Cruze hatch vai passar por cima do Golg com certeza.

      Excluir
    9. O acabamento do novo civic em todos os videos e avaliações estrangeiras que li parece muito bom, muito superior ao do atual civic, e no modelo americano o isolamento acústico também ficou muito bom.
      Este cruze também parece um ótimo carro, ao menos parece, aguardemos.
      O jetta ficou bem interessante também, largou o apezão 2.0 e agora toda linha também tem motor turbo e suspensão multilink.

      Excluir
  2. Com certeza o carro ficou muito bonito. Vai entrar na briga pela ponta porque o Cruze de hoje além de sem graça, desempenho é ruim e carro é beberrão!!!

    ResponderExcluir
  3. Não entendo.
    Tem um monte de gente falando que esse Cruze será maravilhoso, mas ele tem suspensão traseira por eixo de torção e câmbio epicíclico com conversor de torque, escolhas corretas, considero eu.
    Mas yem até dono de Golf 7 alemão batendo o pezinho e "ameançando" comprar o Cruze, porque o Golf nacional adotou esses mesmos aperfeiçoamentos.
    Enfim, como explicar: o sujeito vai pegar um Cruze com suspensão por eixo de torçaõ e câmbio com conversor porque o Golf adotou suspensão por eixo de torção e câmbio com conversor...
    Freud explica.;...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso do Golf foi um retrocesso, enquanto que o Cruze manteve a suspensão e câmbio, porém melhorou a motorização.

      Excluir
    2. Ele prefere o cruze. Simples!

      Excluir
    3. Cruze adota "eixo de torção" com articulação de Watt. Esta implementação permite reduzir consideravelmente a rolagem das rodas traseiras, além de conferir melhor estabilidade.
      Em outras palavras, melhor dirigibilidade.

      Golf perdeu muito de sua dirigibilidade com adoção do eixo de torção e essa elevação de 15 mm na altura da suspensão.

      No entanto, Golf VII continua sendo um bom produto pelo que oferece frente à concorrência.
      E quem acha que o Cruze vem humilde é bom preparar o bolso porque a versão LT vai partir de seus R$ 85k ...

      Excluir
    4. Carlos, eu sou mto fã da VW, tanto é que trabalho nela.

      Cara! Vc fala muito, mas é tudo uma questão de abrir os olhos e saber avaliar o que realmente é bom e necessário do que não é bom e necessário.

      Vc realmente acha que um carro com eixo de torção ou multilink aqui no Brasil tem alguma diferença?? Sendo que o lugar mais rápido que vc pode andar não passa de 120 km/h.
      Até ai qualquer merda de suspensão faz o trampo direito.


      E vc sempre fica falando do conversor de torque. Quase todos os câmbios usam conversor de torque. Todos os CVTs usam. A BMW usa conversor de torque, pq a ZF só fabrica cambio com conversor de torque.
      É tudo uma questão de aperfeiçoamento do disco conversor e a turbina interna.

      Excluir
    5. Carlos, realmente é incoerente reclamar das coisas que vc elencou, que baixaram no golf e reclamam, e tem nos outros e elogiam. Incoerente tb foram debates acalorados, sobre multilink, câmbio dsg, e coisas assim, que ora foram para um lado, ora para outro.

      Excluir
    6. Acho interessante como tem gente amestrada que repete feito papagaio discurso de depto. de marketing sem pensar.

      É uma sacanagem as fábricas venderem carros no Brasil com suspensão multilink, especialmente as versões de entrada.
      Esse tipo de suspensão é mais frágil, mais dura, exige muito mais atenção e manuteção frequente, exige que o motorista veja alinhamento a todo momento da traseira. É um transtorno.
      O benefício da multilink só se observa acima de 200 Km/h, coisa que esses carros nem chegam, e nem podem.

      Ocorre que as fábricas que fazem carros com multilink, como Focus e Civic, por economia, não querem desenvolver suspensões adequadas para o Brasil, e então eles lançam a conversinha que "multilink é melhor".
      É melhor só em situações que o consumidor brasileiro não vai usar. E pior em todas as situações típicas de uso de carro no Brasil: buracos, valetas, pisos degradados.
      Aí o que acontece. O cara pega um carro com multilink, gasta mais com menutenção, tem que levar o carro mais vezes nas concessionária, gasta com alinhamento da traseira, fica com o carro mais duro e menos confortável, mas ele se sente feliz, repetindo como um mané: "meu carro é multilink".
      Esse tipo de mané é preza fácil de depto de marketing de montadora, que usa uma DESVATABAGEM e fazem os maném repetirem comno vantagem. Pior: fazem os manéms COMPRAREM e gastarem MAIS póis eles não não sabem pensar.

      Veja o paradoxo, o Corolla com eixo de torção atropelou o Civic em pista:

      http://www.car.blog.br/2015/11/corolla-altis-20-cvt-atropela-civic-exr.html

      Ou seja, a suspensão do Corolla é mais suave, mais confortável, mais robusta que a do Civic, dá muito menos manutenção, e é tido como um dos melhores ajustes do Brasil. E é eixo de torção.

      Mas os manés repetem como papagaios amestrados o discurso sem fundamento de deptos de markjeting.

      Eu fico imaginando o povo na Ford e Honda olhando esses comentários de manés defendendo multilikn no Brasil, e o povo só gargalhando, e pensando: como são manés. Não pensam, engolem tudo que a gente fala, e ainda trabalham para nós, de graça! manés.

      A verdade é que o melhor esquema de suspensão no BRasil é o eixo de torção, como tem no Corolla,. que não por acaso tem comportamento dinâmico melhor que o do Civic, tem melhor avaliação de consumidores, inclusive e especialmente com relação à suspensão.

      Mas não espere que um mané repetidor de chavão: "mimimi multilink"...mimimi DSG....consiga entender isso.

      Por isso que Toyota e VW fizeram o certo: deram ao brasileiro carros adaptados a sua realidade, que custam menos para manter, mais confortáveis e com melhor comportamento dinâmico, como mostra o vídeo do Corolla humilhando o Civic na pista.

      http://www.car.blog.br/2015/11/corolla-altis-20-cvt-atropela-civic-exr.html

      Excluir
    7. E o Jetta? Os vendedores e depto de marketing da VW fez para os manés?

      Excluir
    8. daí é a tal da incoerência, e nem Freud explica mesmo né.

      Excluir
    9. Não se pode falar que uma suspensão é melhor que outra sem considerar a proposta a que deve atender.
      A suspensão dependente por eixo de braços sobrepostos, vulgo eixo de torção, tem boa aceitação em nosso território porque é uma suspensão robusta, custo baixo de manutenção. E bem dimensionada - conforme descrito acima - consegue aliar boa maciez.
      É melhor adequada para pequenos a médios curso de suspensão.
      Com a implementação da articulação de Watt passa a atender quesitos de performance, quando é necessário menor rolagem dos pneus traseiros, menor torção axial dos pneus e rigidez longitudinal.

      Carlos citou os atributos da suspensão do Corolla, e o vídeo em questão é meritório do conjunto mecânico e não da suspensão.
      Sempre descrevo em outros fóruns que não há nenhum câmbio AT convencional que supere os novos CVT com simulação de marchas e aceleração progressiva na dualidade desempenho x consumo.
      O fato é que o Corolla tem muito bem acertado seu conjunto mecânico.
      A suspensão também é um ponto favorável, mas nem tudo são flores.
      Acima de 120 km/h, o Corolla começa a apresentar perda de eficiência na frenagem por conta da instabilidade da traseira (rolagem dos pneus).

      Apesar de a Honda divulgar que o Civic possui suspensão traseira do tipo multilink, o conjunto real é o Double Wishbone ou Independente do tipo Duplo H (bi-articulado).

      Já o multilink é independente de 3 a 5 articulações.
      Não é muito adequado ao piso irregular em termos de durabilidade, mas naturalmente sofre muito menos influência do piso irregular, além de transmitir menos os solavancos para a carroceria.
      Concordo que não é regra descrever que o multilink é sempre superior ao "eixo de torção" sem conhecer qual a finalidade ou em qual quesito. Tudo depende do projeto e aplicação.

      O novo Civic está por vir e será interessante a versão 2.0 CVT (LL) porque contará com suspensão traseira multilink (até que enfim).
      Certamente na pista deverá fazer tempo similar ao Corolla, já que o atual Civic CVT americano é 0,6s mais rápido que o Corolla 1.8 CVT no 0-60 mph, mas há que convir a diferença de potência e motores: 2.0 x 1.8; 158 HP x 145 HP.
      Vamos aguardar e ver como ficará a nova geração do Civic por aqui ...

      Excluir
    10. Ótima explicação, Charles...

      Excluir
    11. Civic e focus sempre utilizaram suspensão independente e ambos hoje tem multilink, e nenhuma delas apresenta problemas de durabilidade, o mesmo vale para o jetta tsi, suspensão durável, sem reclamações.
      A diferença entre estes dois tipos de suspensão não se percebe apenas em velocidades muito altas, ela permite um ajuste que concilia melhor conforto e estabilidade, mesmo em curvas de baixa velocidade um carro pode se mostrar mais estável do que outro.
      O que escrevem aqui não passa de bla, bla, bla bla para justificar as economias feitas no golf nacional, vejam os videos anteriores do blog exaltando dsg e multilink, e agora são videos e textos defendendo exatamente o oposto, somente porque agora o golf perdeu este equipamentos.
      Isso sem falar neste msi 1.6 fraco de doer para o carro.
      Já faz quase um ano que o jetta confortline utiliza suspensão multilink atrás, onde estão as reclamações?

      Excluir
    12. Está bastante evidente que a adoção do "eixo de torção" (eita nominho tosco; pleonasmo, porque todo eixo sofre torção) no BR foi em razão à redução de custo.
      Porque adequar o multilink para nosso piso fica bem mais caro do que um eixo que já está consolidado.

      O Double Wishbone do atual Civic é bem melhor que o Corolla no aspecto de performance e estabilidade em curva.
      No Corolla o problema da rolagem se evidencia já em baixa quando realiza uma curva em piso irregular, muito comum no BR.

      Gostaria de saber o porquê de a Honda não ter implementado batentes hidráulicos e coxins para absorção de impacto quando isso melhoraria muito o isolamento acústico e as batidas secas.
      Havia visto um Civic 1.8 de 210 cv (estimados) que contava com suspensão 20 mm mais baixa, mas conseguia ser mais macia que o original. Na Way MotorSport disse que foi escolha do proprietário e não era muito adequado porque sua durabilidade era inferior à original, mas prezava pelo conforto.

      Como descrevi acima, o mais importante é que o projeto da suspensão seja utilizado para a realidade à qual foi idealizada.
      O fato de o "eixo de torção" ser bem aceito não quer dizer que seja melhor.
      Cabe lembrar que o multilink que conhecemos são os mais simples, dotados de 3 articulações.
      O multilink de 4 ou 5 articulações são ainda melhores. Qualquer um deles já nasce superior a qualquer outra suspensão em termos de maciez, robustez e durabilidade, mas a um custo elevadíssimo ...

      Excluir
    13. O civic não utiliza double wishbone faz alguns anos, a suspensão do civic é multilink.

      Aqui a honda também não se preocupa com o isolamento acústico, o civic é insuportável na estrada com o excesso de ruído de rolagem dos pneus, é lamentável.

      Excluir
    14. Márcio, sempre foi Double Wishbone desde a geração 7.

      A Honda divulga equivocadamente o multilink.
      Se você entrar embaixo do Civic verá que cada suspensão tem 2 articulações.
      Se fosse multilink teria 3 ...

      Excluir
  4. A frente desse cruze ficou bonita, mas não consigo gostar da traseira desse carra (hatch)...Esse negócio de suspensão é complicado....A tão discutida...Ainda acho que a suspensão independente é a melhor, em termos de estabilidade, mas para quem já dirigiu o golf nacional ou cruze sport (com a famosa semi-independente) ou eixo de torção sabe que são carros bom de chão....Então, ainda prefiro um motor decente, do que a suspensão, melhor os dois..Nada melhor do que não precisar reduzir até a alma para achar torque toda hora ou abastecer no álcool para ter mais carro na estrada....

    ResponderExcluir
  5. Cruze avançou pensando no consumidor, o golf único avanço foi o lucro da VW....

    ResponderExcluir
  6. Prefiro o Golf. Acho que esse cruze vai brigar pela segunda colocação do segmento com o Fiestão do câmbio powershit.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não cara, o cruze hatch ficou bem bacana e mais leve. Acho que vai ser mais carro que o fiestão travashit

      Excluir
  7. Novamente,quando o carro fica melhor começa a fabricar fora do país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil é um mar de incertezas, quem vai se aventurar por aqui?
      E se prepare, é só o começo, pois essa fuga de indústria e capital vai crescer absurdamente enquanto a economia não entrar nos eixos. A Nissan já disse que não há planos de fabricar a nova Frontier por aqui, vai deixar a nova ser fabricada na Argentina que lá está se tornando um ambiente menos hostil que o Brasil. Cruze está indo para lá, fabrica da GM de SJC está em reta final de fechamento de operações, então ou irão transferir a S10 e a Trailblazer para outra planta da GM no Brasil, ou irão transferir também para a Argentina.
      Lembro que a VW só trouxe o Jetta para o Brasil por exigência do sindicato, já que este cobrou que só sairia de greve se fosse assegurado um futuro investimento para a fábrica, e então o Jetta veio, mas foi quase que obrigado pelo sindicato, e isso mostra que a VW não tinha muita intenção de trazer o Jetta.
      Ao meu ver, daqui para frente, mais e mais empresas irão fugir do Brasil.

      Excluir
  8. O design ficou muito bom... Se vier com o nível de equipamentos do Golf, nessa base de preços Golf / Focus, pode tomar a liderança sim... A GM é muito mais estrategista em vendas que as demais... Fez milagre com Ônix / Prisma... Não sei a relação de lucro das operações no brasil, mas a GM gosta de liderança, do número de vendas... Logo, a chance de trazer um bom Cruze por 75 é significativa... Maaaaaas, esse país é o brasil. Logo, se o Cruze for realmente muito bom, a chance deles arrebentarem no preço e ignorarem os brasileiros é gigante também...

    ResponderExcluir
  9. Queria comentar a outra matéria, que fala sobre a Toyota ter vendido mais carros em 2015

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não deixaram espaço para isto né. contra fatos não há argumentos.

      Excluir
    2. Quando a VW for a lider, vocês poderão comentar hihihi

      Excluir
    3. Quando a VW for a lider, vocês poderão comentar hihihi

      Excluir
    4. Comentários? SÓ quando a marca alemã estiver no topo...

      Excluir
  10. Ficou bonito, ai vender bem, mas como todo Chevrolet vendido aqui e no Mercosul, vai dar um monte de recall.Essa é a marca registrada do fabricante.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.