Car.blog.br

Pesquisar este blog

Honda FIT EX CVT 2016: impressões iniciais e consumo

Categorias: , , 41 Comentários

O Honda FIT EX 2016 objeto de nosso teste de longa duração já conta com dados de consumo de gasolina aferidos, o que vamos relatar neste artigo. Este modelo tem preço sugerido de R$ 70.900 reais.

Honda FIT EX 2016 - teste de longa duração

O mono-volume da Honda apresentou em nosso teste uma média de 12,12 Km/l de gasolina, em um percurso 30% cidade e 70% estrada, com o ar-condicionado ligado 100% do tempo. Trata-se de um número ligeiramente inferior aos 12,5 Km/l no mesmo percurso que aferimos com o CrossFox I-Motion 1.6 16V nas mesmas condições (veja aqui).

Honda FIT EX 2016 - teste de longa duração - painel

Entretanto, é preciso pontuar que o CrossFox já está com mais de 15.000 Km, e, portanto, bastante amaciado, enquanto o FIT está com menos de 1.000 Km rodados. Desta feita, entendemos que o FIT deve melhorar suas médias ao longo das próximas medições, até mesmo porque, no INMETRO, o FIT é, em média 22,3% mais econômico com gasolina que o CrossFox 1.6 16V I-Motion, conforme tabela abaixo.

Modelo
Consumo de combustível - INMETRO
EtanolGasolina
CidadeEstradaCidadeEstrada
Fit 1.5 CVT8,39,912,314,4
CrossFox 1.6 I-Motion7,48,110,311,5
Vantagem do FIT12,16%22,22%19,42%25,22%

No que respeita ao desempenho, o Honda FIT adota um motor 1.5 16V de 115 cavalos com gasolina e 15,3 Kgfm de torque máximo, associado a uma transmissão automática CVT, que empurra o modelo de 1.100 Kg de 0 a 100 Km/h em 11,5 segundos, segundo dados da Revista Quatro Rodas.

Na prática, neste primeiro momento de avaliação, o FIT ainda se mostra um pouco menos ágil que o CrossFox I-Motion 1.6 16V, tanto em ultrapassagens em rodovias quanto em uso urbano.

Honda FIT EX 2016 - teste de longa duração - interior

Por outro lado, o Honda tem um acabamento interno com montagem cuidadosa e com materiais de boa qualidade (o plástico das peças tem tonalidade uniforme e boa textura), mas sentimos falta de um descansa braço dianteiro - item de conforto importante em carros automáticos.

Honda FIT EX 2016 - teste de longa duração - espaço traseiro

O CrossFox I-Motion tem uma impressão de maior sofisticação interna, graças aos bancos em Native (couro sintético), mas o passeio e o sistema multimídia mais sofisticado, mas o FIT tem um passeio mais suave, previsível e agradável, especialmente porque a transmissão CVT não apresenta os trancos do I-Motion do CrossFox.

Conclusão

O Honda FIT 1.5 CVT EX do nosso teste de longa duração vem agradando por sua suavidade de funcionamento e bom acabamento, mas esperamos melhoras em desempenho e consumo.

Postagens relacionadas:

41 comentários:

  1. quem gosta mais do Fit?H ou M?
    conexao ta ruim

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de lembrar que a Lei Federal 4.888 de 1965, proíbe usar o termo Couro Sintético. Se é sintético, não é couro. É Revestimento Sintético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa lei é do regime de exceção, e não foi recepcionada pela Constituiçāo de 1988. Portanto é inconstitucional e nao vige no ordenamento jurīdico brasileiro, pois viola garantias fundamentais.
      Assim, o termo couro sintético continuará a ser usado neste blog pois é um termo correto.
      []s.

      Excluir
    2. O material deve ter originalmente o nome Courvin ou Corino, Couro Sintético é aceito na literatura corrente. Já vi citações ao couro sintético usando a expressão Bancos de Couro, isso é desonesto por parte de quem fala, principalmente em vendas...

      Excluir
    3. A Lei Federal 4.888/65 continua em vigor e independente de ser da época do regime militar e não ter sido recepcionada pela Constituição Federal de 1988. Assim o fosse, uma de nossas principais leis, depois da CF de 88, o Código de Processo Civil, também o seria, pois é de 1973, pleno regime de exceção.

      Essa lei 4.888/65 só seria revogada se criassem uma nova tratando da mesma matéria e lá estivesse claro que a anterior estava revogada, ou ainda, se seus artigos fossem contrários à Constituição. O que no caso não é. E não viola nenhuma garantia fundamental de nosso ordenamento, a grande maioria insculpida nos incisos do artigo quinto da CF.

      http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-4888-9-dezembro-1965-368419-norma-pl.html

      "Situação: Não consta revogação expressa"

      Como disse o Perivaldo, o termo couro sintético é aceito na literatura corrente, mas é ilegal sim. Tanto que normalmente não se vê montadoras usando-o.

      Abraço,
      Marcelo Schwan

      Excluir
    4. Se ela não foi recepcionada pela CF/88, ela não tem vigência.
      Essa lei é flagrantemente inconstitucional, pois fere o inciso IV do Art. 5º da CF/88.
      Para que essa Lei 4.888/65 seja válida, é necessária que o STF declare sua constitucionalidade em um ADC - Ação Declaratória de Constitucionalidade, o que não foi feito, e nem precisa, pois essa Lei 4.888/65 é é completamente absurda, e só é concebível em um regime de exceção mesmo.
      Portanto, o termo "couro sintético" continuará a ser usado neste Blog, sem problema algum.
      []s.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    6. Marcelo, não estou interessado em discutir essa questão.
      Se você acha que a Lei é válida, muito bem, não use o termo.
      Este BLOG continuará a usar o termo "couro sintético", pois não é ilegal, já que a lei que o proíbe é inconstitucional. Tanto é assim que VW usa o termo "couro sintético" em seu site, a BMW idem, usa o termo "couro sintético" para designar o Sentatec.

      E qualquer outra mensagem sobre esse assunto será deletada, pois não tem correlação acom o assunto deste blog (carros).

      Excluir
    7. Entendi.

      O princípio constitucional da livre manifestação só se aplica ao Blog então, e não aos leitores.

      Abraço,
      Marcelo Schwan

      Excluir
  3. O que justifica esse EX AT custar R$ 10.400 a mais que a versão de entrada DX AT?
    Mesmo motor, mesmo câmbio, mesmo espaço, mesma quantidade de airbags. É uma quantia muito alta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Honda não tem opcionais. O correto é falar que o EX tem mais itens de série.

      Excluir
    2. Sem falar no acabamento que no DX é pior q dos populares.

      Excluir
    3. Não, não é. É simples e espartano, mas não tem rebarbas, os encaixes são precisos e o material, emboda duro, tem textura agradável.

      Excluir
    4. Exatamente, não confunda acabamento e/ou qualidade dos materiais com design e apliques prata/preto piano.

      Excluir
  4. A honda esta igual a chevrolet cobra caro e oferece pouco,70.000,00 em fit é um absurdo, dá pra comprar um focus 1.6 SE, ou um golf de entrada por esse preço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chevrolet e vw campeões de manutenções orgulho e satisfação dos mecanismos. Honda e toyota mecanico passa fome...

      Excluir
  5. Respostas
    1. Com certeza, mesmo pagando pelo Golf MSI manual infames 5k mais.

      Excluir
    2. O Golf 1.6 pode ter desempenho inferior mais pelo menos oferece muita coisa a mais que chega a dar dó esse Fit pelado que cobra esse absurdo por nada....

      Excluir
    3. Concordo que o Golf é melhor. Mas que vai atrás de um carro automático não vai comparar com um carro manual por melhor que ele seja.

      Excluir
  6. Quem compra o Fit ainda mais o top pelo que é pedido por ele, com certeza sofre do mesmo problema de quem compra um Corolla, ou seja, compra pela marca pois o carro em si não oferece qualidades e itens de serie suficiente pra custar tão caro assim como o Corolla também não oferece!!!!

    ResponderExcluir
  7. Reclamam do preço do Golf, e ninguém fla nada do preço desse carro. E olha que não é a versão mais cara. Tem uma que chaga a mais de 75 mil. Sou muito mais Golf mesmo pagando de 5 a 10 mil a mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Spacecross com câmbio automatizado beira os 90 mil. Então 75 num fit não é tão escandaloso assim. Que é caro, sem dúvidas mas tem coisa pior por aí.

      Excluir
  8. Fit nunca foi sinônimo de custoXbenefício, como aliás nenhun Honda no Brasil, salvo quando os modelos estão em final de linha.

    ResponderExcluir
  9. Bom carro esse Fit, só não gosto da trazeira dele meio ´´tunada`` , e esse som no painel de desenho quadradão,sou mais o City ..se for para pagar tudo isso num honda.

    ResponderExcluir
  10. Realmente esse fit ficou caríssimo como qqr carro no brasil, mas mesmo assim vende bem como o corolla. Qdo comprei meu fit 1ª geração em Set/2008 a versão EX CVT custava em torno de R$48 mil. Corrigindo pela inflação (IPCA desde Set/08 até Dez/16) o valor ficou em R$75,5 mil, uma inflação acumulada de 57,5% para 7 anos. Ou seja, o preço ainda está abaixo da inflação acumulada. Com mais de 7 anos de convivência e quase 100mil KM rodados, posso dizer que o carro é um tanque de guerra, que nunca deu nenhum problema mecânico. Troquei os pneus por Michelin e embreagem por Sacs aos 90mil Km e o carro que considerava meio duro ficou uma manteiguinha (deveria ter feito isso antes se soubesse que ficaria tão confortável). Quase 8 anos depois, ele tem uma ótima procura no mercado de usados, seguro barato, é super econômico e o melhor de tudo é seu sistema ULT que o transforma praticamente numa mini kombi. Já carreguei mais de 10 malas gdes de viagem mais carona nele fácil fácil. Não troquei-o até agora porque não encontro carro melhor por menos de R$60 mil. Ele não é um primor em prazer ao dirigir, nem tem o desempenho de um TSI, mas se vc precisa de um carro confiável, com praticidade e versatilidade, seguro barato, pouco visado para roubo, econômico, e com amplo espaço interno, esse é o carro. Eu espero que lancem a versão 1.0 turbo de 140cv como anunciado aqui no blog. Aí sim trocarei o meu com maior prazer.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Concordo com o Leonardo, tenho Fit a 8 anos e um City, e toda vez que penso em trocar de carro, olho todas as opções do mercado, vou à concessionária, faço test drive, mas acabo ficando na Honda. O grande diferencial é a resistência, versatilidade e o pós venda imbatível. O carro é caro, poderia ser melhor acabado e com mais acessórios, mas o pós venda das outras marcas assusta. Já tive carro da Fiat, Chevrolet e Ford, mas nem se compara. Quanto a VW nunca tive e não recomendo. Até gostei do Up, mas a assistência técnica é ruim e a qualidade do produto ruim, a longo prazo implica em aborrecimentos.

    ResponderExcluir
  13. Comparar Fox com Fit, que eu saiba são de categorias diferentes, e acho que pesos diferentes ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mesma categoria, populares. honda que tenta subir de nivel,mas são concorrentes

      Excluir
  14. Incomoda me ver que o botão de recirculo do ar ainda seja manual. Coisa de Uno. Sou louco p trocar meu New Fiesta Sedan 13 completo num Fit, mas quando olho o painel dele me desanima.

    ResponderExcluir
  15. Meu Onix 1.4 é bem mais econômico, confortável, bonito e tem mais mercado que essa porcaria.

    ResponderExcluir
  16. Oh painel feio. Parece que colocaram em casa. 70.900??? ridículo.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.