Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf GTE está em análise para lançamento no Brasil

Categorias: , , 7 Comentários

A redução de impostos definida pelo governo federal para modelos híbridos e elétricos está provocando reduções de preços em modelos desse tipo vendidos no Brasil, e também estimulando fabricantes, que até então não ofereciam veículos com esse sistema de propulsão, a importá-los.

VW Golf GTE

A Volkswagen do Brasil, que até agora não tem nenhum híbrido ou elétrico em seu line-up, está estudando a viabilidade de importar o Golf GTE (o modelo já está sendo testado no Brasil p veja aqui) configuração híbrida plug-in (pode ser recarrecado em uma tomada comum), que conta com um motor 1.4 TSI associado a um motor elétrico, que, juntos, fornecem 222 cv de potência, capaz de acelerá-lo de 0 a 100 Km/h em 7,6 segundos para atingir uma velocidade máxima de 222 Km/h. A autonomia é de 50 Km em modo exclusivamente elétrico, e de até 940 Km em modo híbrido.

VW Golf GTE

A decisão de oferecer o modelo ainda não está tomada, mas, além do imposto menor, outro aspecto que estimula a empresa a oferecer mais híbridos no mercado brasileiro são as regras do regime Inovar-Auto, que estabelece incentivos em termos de redução de impostos para montadoras que têm gamas de produtos mais limpas e eficientes.

VW Golf GTE

Nesse sentido, o Golf GTE poderia ajudar a Volkswagen do Brasil a atender e até mesmo superar suas metas de eficiência energética estabelecidas pelo governo, especialmente pelo fato de que modelos híbridos presentes no line-up têm peso 2,7 maior que um convencional.

VW Golf GTE

Dessa forma, para cada mil veículos híbridos vendidos no Brasil, a empresa conta como 2.700 carros híbridos para cálculo do seu mix de vendas de carros no Brasil.

VW Golf GTE

O fato é que o line-up da Volkswagen do Brasil já está bem posicionado em termos de eficiência, sobretudo em função da chegada ao mercado do Up! TSi, mas, caso venda o Golf GTE, ela conseguirá benefícios adicionais, com redução maior de alíquotas de IPI.

Postagens relacionadas:

7 comentários:

  1. Tem que esperar o novo hibrido Golf com bateria de chumbo (46 S ??) em conjunto com motor TSI de 1 litro. Mais barato, mais eficiente e menos tempo na tomada se preferir energia da rede. Será o carro pras grandes cidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficaria bacana esse Golf híbrido com o motor 1.0 tsi pro carro ficar mais acessível. Poderiam lançar uma nova geração da família Gol com o 1.0 tsi híbrido.

      Excluir
    2. Creio que o Golf GTE não seja a jogada ideal, pois ele virá ainda mais caro que um GTI.
      Acho que é melhor esperar a versão Hibrida com o 1.0 TSI, assim o fará a fica com o preço mais a baixo do GTI por conta do motor menor e menor impostos.

      Excluir
    3. mas o valor que um 1.0 tsi paga é igual ao que o 1.4 tsi paga, em termos de impostos...
      o valor só muda aumentando mais a cilindrada...

      Excluir
    4. Se não me falha a memória até 1.0 o IPI é de 7%, de 1.0 até 2.0 Flex é de 11%, então um 1.0 TSI híbrido seria mais vantajoso.

      Excluir
  2. Quanto custa esse carro lá fora? Por quanto chegaria aqui? Poderiam fazer uma versão hibrida sem ser esportiva como esta para baratear.

    ResponderExcluir
  3. Esse Golf 36 Mil e 900 Euros na Alemanha,ele é um pouco mais caro que o E-Golf(100% elétrico),aliás falando em E-Golf,a VW podia trazê-lo pra cá já que a Nissan vai trazer o Leaf pra cá e a BMW I3 sofreu uma reduzida boa de preço.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.