Car.blog.br

Pesquisar este blog

Renault do Brasil já testa o Kwid em solo nacional

Categorias: 24 Comentários

A Renault do Brasil já testa o Kwid, seu novo veículo de entrada, sucessor do Clio. O Kwid mede 3,68 metros de comprimento, 8 cm maior que o Up! - menor modelo em produção no Brasil - e 13 cm menor que o carro que sucede.


O Renault Kwid já foi lançado na Índia, mas o modelo nacional terá aperfeiçoamentos no acabamento, mas manterá o visual "SUV", mas sem capacidade off-road nenhuma, já que de SUV o Kwid tem apenas a aparência.


Mas como o consumidor brasileiro vive uma fase de amor com os SUV, a expectativa é a de boa aceitação do Kwid por aqui, graças sobretudo ao preço - que será bastante competitivo.


Na parte mecânica o Kwid adotará o mesmo motor tri-cilíndrico 1.0 de 77 cavalos usados no New March, com transmissão de cinco marchas.


O Renault Kwid será produzido em São José dos Pinhais (PR), e toma o lugar na linha de produção do Sandero e Longa -ambos serão deslocados para a Argentina

Postagens relacionadas:

24 comentários:

  1. Relogios analogicos passado agora.... Tudo è digital ou uma tela no lugar dos relogios.....
    Eu acho horrivel aquela tela no lugar de relogios nas mercedes, audis, bmw...
    Sou muito mais um bom e simples relogio analogico com rpm e velocidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta parte central do painel que agrupa a central, saídas de ventilação e controles do ar é mais bonita do que o que temos em logan e sandero, ficou interessante o visual interno.

      Excluir
    2. renault acertou no desenho. sou fa da vw, porém tenho que admitir que este carrinho tem um design muito bom. além de ter frente, possui linhas fluidas, é um carro que vai demorar a envelhecer, lembrando os audis do passado.

      Excluir
  2. Rodas com 3 parafusos? Sera q vira assim pra cá? Na india ele pesa uns 660kg e tem motor de 0,8L e faz 25km/L. Com esse peso, será q passa no crash test? De qqr forma, tá fazendo um enorme sucesso por lá, principalmente por conta do seu preço reduzido. Se vier para cá com preço bom, vai vender bem. Já dá pra imaginar só por ocupar o espaço de produção do sandero/logan. Já tem videos dele da versão indiana no youtube.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os últimos que vi por aqui com 3 parafusos na roda foram Renault Gordini e Ford Corcel.

      Excluir
    2. Na época eu via esses modelos, mas não sabia contar. Infelizmente, estamos regredindo economicamente. Esse tal de Kwid vai vender e aparecer nas rodovias. A pouca ou nenhuma segurança determinará o futuro dos ocupantes.

      Excluir
    3. Os três parafusos não me incomodam em absoluto, solução comprovadamente eficaz. Sobre a segurança, é prematuro fazer especulações sobre "pouca" ou "nenhuma". Aguardemos os testes.

      Excluir
  3. Bonito o carro. Acertaram no design! Mas deixa a desejar no motor. Coloca 1.0T e câmbio automático ae sim fica show!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para carros de entrada, no máximo eles colocariam um automatizado, agora moto turbo e injeção direta seria um passo rumo à modernidade.

      Excluir
  4. Acho que a Renault nunca vai mudar essas maçanetas!!! acho horrível!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Horrível" são as usadas pela concorrência - maçaneta de caveta de armário.

      Excluir
  5. Quem procura um "off road" pequeno tem a opção do nacional Suzuki Jimny 4Sport, mas se a pedida é um "off road" médio tem o Jeep Renegade. Os que preferem um "off road" gigantesco tem o Dodge Ram. Esse Renault Kwid não é focado nesse mercado de "off road" da mesma forma que o VW Cross Up! não tem capacidade "off road" apesar do visual. O que a Renaul está fazendo é entragar o que o cliente deseja, Oroch e Kwid. Carros que parecem custar muito mais do que realmente custam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Off road médio também tem o renault duster 4x4 que é um off road de verdade, e custa muito menos do que o renegade.

      Excluir
    2. Off road médio também tem o renault duster 4x4 que é um off road de verdade, e custa muito menos do que o renegade.

      Excluir
    3. Coloca o Troler T4 na conta também!

      Excluir
    4. > Comparar Renegede com Duster
      !!! É de lascar...

      Excluir
  6. Não acharia um absurdo se esse carro disputasse a liderança do mercado. Com as montadores posicionando seus hatchs compactos um degrau acima na tabela de preço (Gol, Onix, HB20, etc), o fato do design do UP não ter caído nas graças do consumidor brasileiro, o que me faz achar que pode acontecer o mesmo com citycar da Fiat, pq pelas projeções que eu vi vai ser uma aberração.
    O Kwid é bonito, tem uma aparência robusta, se vier com preço competitivo e eu acho que virá, vai brigar nas cabeças.

    ResponderExcluir
  7. O carro é interessante e motor do march é bom para a proposta. Vamos aguardar como ficará o brasileiro e como este se sai em segurança. Comparando com o que temos hoje na faixa de carros de entrada ele é o mais bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, só me preocupo em relação à segurança. Como airbags e ABS são obrigatórios no Brasil, certamente será mais seguro que o indiano. De resto, parece-me honestíssimo pelo preço projetado.

      Excluir
  8. Esse pessoal parece que não mora no Brasil não veja que as nossas ruas já é um off road e o Kwid dará certinho com essa suspensão mais alta, e é muito bonito esse carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk verdade!!! on-road, off-road e brazilian-road

      Excluir
  9. A Renault deveria lançar esse carro no início de 2016, será uma grande novidade.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.