Car.blog.br

Pesquisar este blog

Honda comemora 18 anos de produção nacional do Civic

Categorias: , 7 Comentários

A Honda do Brasil comemora os 18 anos de fabricação nacional do Honda Civic - sedã médio que reveza com o Corolla na liderança di segmento do mercado brasileiro. O modelo é fabricado desde outubro de 1997, na fábrica em Sumaré (SP).


O Honda Civic começou a ser vendido no Brasil em 1992, mas ganhou volume mesmo em 1993, quando foram vendidos 3.285 veículos. Passados cinco anos e superando 12 mil unidades importadas, a Honda decidiu construir a fábrica em Sumaré, iniciando as atividades em outubro de 1997.

Para começar a ser produzido no país, o modelo passou por mudanças, com a tropicalização de itens como pneus, suspensão e sistema de injeção eletrônica para gasolina com etanol. Naquela época, o Civic estava em sua 6ª geração mundial e era um dos veículos nacionais mais completos de fábrica, equipado com vidros elétricos em todas as portas, ar-condicionado, direção hidráulica, airbag e ABS em algumas versões. Essa geração ainda trouxe para o mercado o motor VTEC com comando de válvulas variável, uma tecnologia exclusiva da marca.


Nos três primeiros meses de comercialização do Civic nacional, foram vendidas 867 unidades. Em 1998, primeiro ano completo de vendas, a Honda totalizou 14.959 veículos. A demanda pelo modelo aumentou e, gradativamente, a capacidade produtiva da fábrica também cresceu.


O auge de vendas do Civic foi atingido em 2008 com a 8ª geração, fechando o ano com mais de 67 mil unidades comercializadas – na ocasião, a fábrica já produzia também o Fit e começava a linha do City. Nessa geração, foi introduzida a tecnologia flex e, na seguinte, houve a extinção do subtanque de gasolina para partida a frio.


Ao longo de seus 18 anos de produção no país, o Civic agregou diversas tecnologias, muitas delas pioneiras no mercado brasileiro, como o comando de válvulas variável (1997-VTEC), troca de marchas no volante (2006-paddle shift) e o sistema de economia de combustível e redução de emissão de poluentes (2012-ECON). Até setembro deste ano, somou mais de 590 mil unidades produzidas.

História do Civic no Brasil

1997 – A Honda inicia a produção do Civic brasileiro, na 6ª geração do modelo.


Motor VTEC, com comando de válvulas variável, que favorece o torque em baixas rotações e a potência em altos giros.

2001 – Lançada a 7ª geração do Civic.


Motor 1.7; Assoalho plano, proporcionando mais espaço e conforto para o passageiro do meio no banco traseiro.

2006 – Lançamento da 8ª geração - New Civic.


Design futurista; Painel de instrumentos em dois níveis; Motor 1.8; Câmbio automático de cinco marchas com paddle shift (aletas atrás do volante); Adoção do sistema flex (novembro);

2007 – Lançamento do Civic Si.


Versão equipada com motor 2.0 de 192 cv. Foi o modelo nacional mais potente produzido na época.

2011 – A Honda lança a 9ª geração do modelo, atualmente no mercado.


Comando Econ, que auxilia na redução do consumo de combustível e emissões; Computador de bordo em LCD de 5” (i-MID); Teto solar; Navegador touchscreen integrado ao trânsito.

2013 – O Civic ganha motores 2.0 nas versões LXR e EXR.


Além dos motores 2.0, as novas versões passam a contar com sistema FlexOne, que dispensa o subtanque de partida a frio.

2015 – Retorno da versão top EXR com mudanças no exterior e interior.


Atualmente, a linha Civic é composta pelas configurações LXS, LXR e EXR;
Versão intermediária LXR recebe modificações, como a inclusão dos sistemas VSA (controle de estabilidade e tração) e HSA (assistente de partida em rampa), também presentes na versão EXR;
EXR ganha sistema de airbags de cortina, totalizando 6 airbags, e novo sistema multimídia com tela de 7” e navegador integrado ao painel, entre outros itens.

Postagens relacionadas:

7 comentários:

  1. Pra quem não sabe, a Honda planejava fabricar carros no Brasil desde os anos 80. Mas a bagunça generalizada na economia adiou o projeto diversas vezes.

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto do civic pude em 2006 dirigir um new civic exs top de lançamento em uma viagem do RJ a SP. Ida e volta. Que carro. O desenho nunca me fez suspirar. Mas o chassis é maravilhoso. Civic 2012 em diante me agrada mais no desenho. E o chassis sempre melhorado e evoluído. Curto muito a versão lxs manual. Da gosto de guiar. Carro para um verdadeiro Auto Entusiasta. Parabéns a Honda. Pena os preços no Brasil... Enfim hoje se fosse comprar um certamente seria seminovo, zero eu vou de Jetta TSI sem olhar outro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comparativamente entre produtos o Jetta TSI leva apenas pelo desempenho.
      Em termos de equipamentos, o Civic G10 embarca bem mais e tem sido a grande aposta da Honda nesta geração do modelo ...

      Excluir
  3. Respostas
    1. Não. 1997 é a D17 que era um 1.7L.
      A partir de da G8 o Civic adotou o R18 (1.8L) e R20 (2.0L, mesmo bloco 1.8 com curso alongado).

      No resumir não há muitas diferenças no bloco, mas o cabeçote do R18 e R20 levam variador de admissão melhor trabalhado ...

      Excluir
  4. Comemora 18 anos produzindo o modelo mais feio e antiquado desse período....!!!! Quem sabe a próxima geração possa fazer o mesmo sucesso da versão produzida entre 2007 e 2011.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.