Car.blog.br

Pesquisar este blog

O que as pessoas estão falando do novo Honda Civic 2016

Categorias: , 20 Comentários

A Honda diz que o Civic 2016 sofreu "a mais radical reestilização" desde que o modelo foi lançado em 1973. Nos EUA, além das configurações sedã e cupê, já houve o del Sol, o hatchback de três portas, station e o CR-X. O antecessor do Civic, o CVCC, foi colocado à venda em 1971. O Civic 2016, construído sobre uma plataforma totalmente nova, mais leve, mas mais rígida, vai gerar um hatchback de cinco portas, Si e um Type R de mais de 300 cavalos. Mas tudo começa com o sedan, que vai à venda este ano. Neste artigo relaciona-se as opiniões sobre o modelo emitidas na imprensa norte-americana.

novo Honda Civic 2016

A maior ênfase em esportividade dessa geração é notada por Eric Noble, de uma consultoria californiana. Segundo ele, "todas as gerações anteriores do Civic foram feitas com base no pressuposto que os compradores eram fiéis e que os concorrentes estavam ainda nos anos 80. Este não: o Civic 2016 é muito mais dinâmico e esportivo que os Civic´s do passado".

Já a Consumer Reports aponta que "os apreciadores da transmissão manual podem ficar tranquilos: uma de seis velocidades continua a ser oferecida, mas a maioria dos compradores vai optar pela transmissão continuamente variável, CVT - uma caixa que desapontou no Honda HR-V".

A publicação também registra que "um dos problemas dos Honda ao longo dos anos tem sido os elevados níveis de ruído interior", que, segundo a Honda, é um ponto ponto muito melhorado neste novo modelo. Em um esforço para acabar com o barulho, o Honda Civic 2016 usa novas técnicas de selagem da carroceria, um para-brisa com vidro acústico, um compartimento do motor mais hermeticamente fechado, e portas triplamente seladas. "O Civic já foi o líder inconteste do seu segmento nos EUA, mas nas últimas gerações foi ultrapassado por Ford Focus, Subaru Impreza e Hyundai Elantra. Será que o novo Honda Civic 2016 conquistará novos compradores e será um forte concorrente novamente?"

O analista Akshay Anand, do Kelley Blue Books, diz que "o novo Civic enfrenta um grande desafio pois o mercado passa claramente por uma mudança de preferência de sedãs compactos e médios para SUVs de pequeno e médio porte. Dito isso, é preciso ressaltar que o Civic é um ícone na indústria, e sempre será um dos produtos mais atraentes da Honda. A introdução de versões esportivas certamente vai ajudar a impulsionar suas vendas, deixando de ser apenas um carro confiável para ir do ponto "A" ao ponto "B", mas também um modelo divertido e prazeroso de ser conduzido".

novo Honda Civic 2016

A publicação "Automobile" ressalta que a "forma rebaixada do novo Civic 2016 melhora a estética, sendo que o modelo "Touring", topo de gama, traz agradáveis elementos de luxo e sofisticação, como faróis em LED e rodas de liga de desenho esportivo. Sendo mais longo e largo que o anterior, oferece bem mais espaço interno, com mais 5 cm no banco traseiro, e muito mais volume. A única questão é que a altura do compartimento traseiro ainda parece baixa."

Conclusão

novo Honda Civic 2016

As opiniões iniciais dos jornalistas americanos sobre o novo Civic são bastante positivas, todos ressaltando o aspecto mais esportivo do modelo, o grande espaço interno, as características de carros premium, e, sobretudo, o maior dinamismo - que adiciona o componente "diversão" à tradicional confiabilidade do Honda.

Com informações: Auto News

Postagens relacionadas:

20 comentários:

  1. ... e o consumo, como fica? Sempre foi "beberrão"!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu saiba houve apenas uma versão, a Mk 8 até 2009, que era beberrona (apenas no Brasil. Para os modelos 2010 a Honda promoveu ajustes que corrigiram o problema.

      Excluir
    2. modelo 2012 com opção econ deixou de ser beberrão.

      Excluir
    3. tive o modelo de 2011 e nunca foi beberrão..

      Excluir
    4. Márcio, perto do seu Uno 1.0 é beberrão mesmo!

      VSF!!!

      Class. A no INMETRO e vem falar tamanha asneira.

      Cada um que me aparece para dizer lorota por aqui.

      Excluir
    5. O LXR SE 2011 AT que tive sempre fez 7,8 km/l de gasolina, 100% uso urbano. Fui o único dono, então posso garantir que todas as revisões foram feitas. Achava meio beberão.

      Excluir
  2. Agora é esperar para saber qual será a facada...

    ResponderExcluir
  3. Agora é esperar pra saber qual será a depenada....

    ResponderExcluir
  4. Do que li e vi até agora, gostei. Ressalvas para oferta de duas opções de motor, que poderá deixar o 1.5 turbo inacessível à maioria dos bolsos. O visual, apesar de não ser aquela belezura toda, ficou mais bem resolvido do que, por exemplo, o City.

    ResponderExcluir
  5. O painel discreto e funcional........ ainda bem acabou aquela papagaiada recortada e toda torta parecendo uma plataforma de operador atômico.......... huahua............ olhando a frente de perfil ficou alombada embicada para baixo....... lembrando um pouco o Mustang, e a traseira alta e alargada pelo designe das lanternas bem na extremidade..... isso tudo eh cara de automovel esportivo............ e todo espírito boy vai querer um........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mustang? Me explique melhor isso...

      Não vejo nenhum traço de Mustang aí não....

      Excluir
  6. Só quero saber quando, quanto e principalmente COMO o carro chegará à terra das bananas.

    ResponderExcluir
  7. Painel em dois níveis ! Não poderia mudar!!! pelas imagens é o ponto negativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguindo a escola americana, onde esta versão foi totalmente desenvolvida, ficou a frente muito parecida com o Fusion versão anterior, com os elementos de led e luz auxiliar amarela na parte superior do farol. Gostei.

      Excluir
    2. Me lembrou a frente do Fusion anterior também.

      Excluir
  8. Achei horroroso !!! Nada harmônico, querem inovar demais para o meu gosto.

    ResponderExcluir
  9. Achei Feio Também.... Cade o painel dos dois andares? acho que perdeu o seu diferencial....

    ResponderExcluir
  10. Prefiro o interior atual ao novo, com o couro bege fazendo contraste com o preto. Abandonar o painel de dois andares, o qual inclusive comportava a tela i-mid acho um retrocesso. Sem contar esse câmbio cvt que deixará o motor turbo com som de "queimando embreagem" em rotações elevadas. Esportividade desse novo só na aparência mesmo...

    ResponderExcluir
  11. O Carro ficou lindo mas foi uma mudança tão severa que chega a assustar principalmente pela opção da Honda em abandonar o painel de 2 níveis.

    Nem me refiro a 9° geração mas a 8° que continua sendo a mais bonita e harmoniosa versão já criada.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.