Car.blog.br

Pesquisar este blog

Toyota: lucros disparam 46% no primeiro trimestre de 2015

Categorias: , , , 21 Comentários

A Toyota anuncia seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2015: lucro de US$ 5,31 bilhões de dólares - avanço de 46% sobre igual período de 2014, e receita global de US$ 59,52 bilhões de dólares.


Os números da Toyota foram impulsionados por crescimento de vendas no mercado norte-americano, e também por ganhos cambiais decorrentes da apreciação do dólar frente ao yen japonês.

Ao anunciar os resultados, o presidente Akio Toyoda atribuiu os ganhos de redução de custos e depreciação do iene. Mas ele acrescentou que a Toyota entra agora uma numa nova era de expansão depois de uma pausa de três anos na construção de novas fábricas.

A ofensiva vai começar no segundo semestre deste ano, com a estreia do primeiro veículo desenvolvido na nova plataforma modular da Toyota. E continuará até 2020 com uma nova fábrica no México e nova linha na China.

Comparativo de resultados Volkswagen x Toyota - 1º trimestre de 2015

A Volkswagen já tinha apresentado seus resultados na semana passada (veja aqui). Com isso o comparativo dos resultados financeiros das duas maiores empresas automotivas do planeta segue abaixo.

Resultado
ToyotaVolkswagen
1º Trimestre - 20151º Trimestre - 20141º Trimestre - 20151º Trimestre - 2014
Lucro [US$ bilhões de dólares]5,303,653,603,25
Receita Global [US$ bilhões de dólares]59,5259,2653,75

Os números mostram que a receita global da Toyota foi 0,4% maior que a da Volkswagen, mas o lucro da japonesa foi 47,2% superior à alemã.

Fonte: AutoNews

Postagens relacionadas:

21 comentários:

  1. Difícil alguma montadora bater os lucros, rentabilidade financeira e produtividade da Toyota..

    ResponderExcluir
  2. A lucratividade da Toyota só está elevada porque ela parou de investir em novas fábricas. Então é óbvio que lucra mais.
    A VW está com lucratividade menor neste momento pois está investindo fábulas em expansão de fábricas na China e no México. E isso custa dinheiro, só que representa lucros futuros.
    Em condições com o mesmo nível de investimento, a VW é sempre mais lucrativa que a Toyota, pois a VW tem várias marcas premium em seu portfólio, já a Toyota só tem a Lexus, que só vende bem nos EUA. Já Audi, Porsche e Bentley são marcas globais.
    A Toyota vai começar a investir em fábricas agora, então sua lucratividade vai cair. Enquanto a da VW tende a subir, pois as fabricas vão ficando prontas, mais produção, mais vendas, mais lucros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o que você falou que é lucro, se chama receita. A do grupo VW é alta pelo motivo que você falou, várias marcas premium, mas, Toyota comprova que consegue ter maior lucro por unidade vendida com seus automóveis não premium, o que a VW luta para conseguir. Já saiu a média de lucro aqui no site, e a melhor delas é da Hyundai/Kia com mais de 9% por automóvel vendido, enquanto a da Toyota é de 5/6% e a da VW é de pouco mais de 2%. Suas desculpas para proteger a VW não são firmes, e você acaba se prendendo muito a isso e aquilo, as duas fábricas novas na China e no México vão abaixar em aproximados 1 bilhão o lucro da Toyota, o que ainda será maior que da VW, principalmente pelo fato que eu citei, os carros da Toyota tem maior lucro que os da VW.

      Excluir
    2. ^^ Outro mané com orelhadas. Basta olhar na tabela. O resultado do Q1-2014 da VW foi igual ao da Toyota, mesmo com receita menor (em 2014). Logo, a lucratividade da VW em 2014 era maior (mesmo lucro sobre receita menor).
      O problema é que vcs são tão manés, que não sabem nem ler uma tabela, e aí saem falando bobagens.
      Mas se não fossem tão manés, seriam capazes de entender que o o lucro da Toyota em 2015 foi atribuído pela própria Toyota por :

      ..."big foreign exchange gains powered surging profits at Toyota Motor Corp. in the latest quarter while propelling record full-year earnings."

      "grandes alterações em taxas de câmbio".

      Isso não tem nada a ver com questões operacionais. A Toyota que fala. Mas vocês, manés, não sabem nem ler. E saem falando bobagens.

      Faz o seguinte: limite-se a opinar sobre o "designer" de carros...assim vc não passa vergonha.

      Excluir
  3. A Toyota aqui no Brasil empurra esses carros caríssimos sem ESP/TCS e ainda tem a cara de pau de informar q os carros deles não precisam disso! Tá bom! Explica porq o Camry tem? E porq nos EUA e Europa esses itens são obrigatórios? Vão nanar gado!!!

    ResponderExcluir
  4. Acho que seria interessante a Toyota brasileira trazer um concorrente para o City/Fit e aproveitar a fama da Toyota e explicar um bom número de carros, já que abaixo do Corolla só há o Etios que não vende muito bem e não caiu no gosto do brasileiro, algo mais "corollizado" sem dúvida faria sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era pra vir pra k o tal do Toyota vios...ficou só na especulacao...so sabem especular fans boys do golzinho tao uns 15anos esperando
      a volta do gti....toda nova geracao facelift sai alguma noticia que vem o gti e nao vem nunca

      Excluir
  5. A despeito do que foi escrito:
    O lucro alto se deve a eficiencia sim, essa de dizer que a VW não tem lucro alto por que ela abriu novas fabricas, isso é coisa de governo, justificar o seu próprio fracasso no planejamento
    Ou seja é muita estupidez montar um monte de Fabricas e ver o lucro cair
    E a Hyundai com fica , a de Piracicaba/SP, hein
    mas voltando a Toyota é célebre em fazer um produto bem feito e com economia e do jeito que o consumidor quer ( OUVIU VW)
    Sim vc tem que ofertar o que o consumidor quer comprar ai vc vende, veja que a Toyota vende e inclusive o FeioEthios
    tanto é que esta ampliando a sua capacidade em Sorocaba/SP
    o resto é conversar jogada fora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O povo tá relinchando bem aqui nesse post. O povo não conhece nem de carro direito, que dirá saber analisar uma balanço de uma empresa global. O resultado dá nisso aí: orelhadas!
      Vamos aos fatos.
      A VW teve um lucro expressivo de 3,6 bilhões no primeiro trimestre, o que corresponde a 6,3% da receita global -> número dentro do intervalo de lucratividade estabelecido pela empresa, que era de 6,5%.
      Entretanto, o mais importante não é o lucro líquido, pois esse valor será distribuído em sua maioria aos investidores, e não será investido.
      Do demonstrativo financeiro do Q1-2015 da VW, verifica-se que a empresa investiu 3,3 bilhões de euros (3,7 bilhões de dólares) no primeiro tri de 2015, aumentando o nível de investimento em 500 milhões de dólares em relação ao primeiro trimestre de 2014.
      Em resumo: o lucro antes dos investimentos da VW foi de 3,7 bi (investimento) + 3,6 bi (atribuído a acionistas), que dá 7,3 bilhões de dólares - o que dá 37% acima do lucrod a Toyota, que tem investido quase 0 nos últimos anos.
      Não é pór
      Ocorre que as novas fábricas da VW na China começa a operar este ano, e vão quase duplicar a capacidade de produção por lá, enquanto a Toyota vai ficar parada. No ano que vem entra em operação as expansão da fabrica em Puebla no México, que vai produzir Tiguan e noso SUV, turbinando vendas nos EUA.
      Enquanto isso, a Toyota vai ficar parada.
      É exatamente por esse motivo que no primeiro trimestre a VW superou a Toyota em vendas globais, e isso só vai aumentar entre 2015 e 2016, pois a VW vai subir ainda mais, e as novas fábricas da Toyota só vão entrar em operação em 2019/2020.

      Excluir
    2. ok
      vc é um cara inteligente
      MAs a despeito do que vc fala e pode ter razão, na essencia de um negócio, ou seja a base a pedra angular de um negócio é $$$$$$$$$$$$$$$$$
      e infelizmente a Toyota sabe operar
      veja bem concordo com vc que a VW é tecnológicamente muito superior a Toyota, mas mas o povo, como é sabido e só olhar nos resultados de emplacamento da FENABRAVE, ela vende e muito bem
      mas acredito que o futuro é o que vc diz a VW vai triunfar pois ela hoje tem ótimos carros e com excelentes motores

      Excluir
  6. Lucra mesmo Hilux por 170 mil.
    Só para os loucos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. por acaso ve deu uma espiada na SW4, a perua da Hilux, no site ela ja esta a venda acima de R$200.000,00
      Como a pick up Hilux , eles vendem e bem

      Excluir
  7. Toyotismo... é até assunto de varios cursos superiores....com 3 marcas a toyota lidera e rende mais que a segunda colocada com umas 10 marcas...Os japas expandindo e criando tradicao no mercado americano ...a volks faz isso na china..."nao tem tu vai tu mesmo"

    ResponderExcluir
  8. Com Corolla a 100mil, sw4 a 200mil, estranho seria se lucrasse pouco. E com carros de projeto extremamente simples, ai tem que ganhar rios de dinheiro mesmo. Acho que sem o Piech dentro da Vw, o lucro tende a aumentar, pois não terá mais tantos projetos meio loucos que ele adorava.

    ResponderExcluir
  9. Enquanto o Cheerleaders da Vw solta seus vermes boca a fora, segue um pequeno naco de toda a verdade nua e crua, escancarando a deficiência administrativa da Vw quando comparado com a Toyota.
    Mestre Toyoda manda abraços para o Vovô Ferdinando.
    O ridículo comentário do vulgar Cheerleaders, deve ter feito curso de Economia ou Gestão Financeira em Aula de Teleconferência dentro da fábrica no ABC, pois não entendeu nada, já que um dos problemas mais sérios é justamente se apoiar excessivamente na lucratividade da marcas Premium da Vw e não melhorar os resultados das marcas populares Vw, Seat, Skoda e ainda perder mercado com a Scania e Man caminhões para a Mercedes.

    Se duvidar Cheerleaders, posso deixar esses comentários pior aos seus olhos, pois tenho um monte de publicações no gatilho caso precise de mais fatos já informados na imprensa para provar o meu alegado.

    Mais deixo abaixo uma pequena síntese da publicada na Istoé Dinheiro.

    óó o brejo, seu ORELHUDO.

    Ferdinand Piëch decidiu renunciar ao cargo de chairman.”
    O que está em jogo não é apenas o posto de maior prestígio do clã que transformou a indústria de automóveis mundial. A terceira maior fabricante de automóveis do planeta, dona de um faturamento de US$ 219 bilhões, na verdade, tem pela frente desafios que extrapolam essas disputas familiares. Entre eles estariam a sua baixa lucratividade em comparação às suas rivais japonesas, a falta de competitividade dos carros VW nos Estados Unidos e a perda de participação de mercado no Brasil. Soma-se a isso o fracasso do grupo Volkswagen em sua tentativa de se tornar a maior montadora do planeta até 2018 – meta estabelecida há quase dez anos.
    A notícia da saída de Piëch ainda não foi completamente digerida por aqui.Em evento na quarta-feira 28, em São Paulo, funcionários da empresa se mostravam pouco preocupados com a troca de comando. A ideia generalizada era de que se trata de algo muito distante da operação e, especialmente, do chão de fábrica. Não é bem assim. Os atritos entre Winterkorn e Piëch giravam em torno, principalmente, das dificuldades em manter rentáveis as operações da Volkswagen nas Américas, tendo como principais mercados os Estados Unidos e o Brasil. Piëch, em sua derradeira tentativa de derrubar Winterkorn, o acusou de não entender o funcionamento dos mercados globais, desperdiçando oportunidades preciosas de ultrapassar em vendas suas maiores rivais, as líderes Toyota e GM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nova modalidade de relincho em ação: o relincho que repete o relincho alheio, o que não causa surpresa, afinal, dos que não são capazes de formular seus próprios argumentos, não se espera que constatem besteiras alheias.

      Sobre rentabilidade de premiuns, há uma questão de contabilidade. A VW que ficou com os custos de desenvolvimento de plataforma MQB e marcas como Audi, Skoda e Seat estão lucrando com isso. Inclusive, marcas como Skoda recentemente bateu recorde de mais de 1 milhão de carros vendidos no ano e bateu recordes de lucros.

      Evidentemente que daqueles que só sabem repetir relinchos alheios não se espera esse tipo de informação.

      Quanto à operação da VW nos EUA, não há problema de baixa competitividade. basta ver que jetta vende mais de 11 mil unidades / mês nos EUA, Família Golf acima de 5.500 unidades / mês nos EUA, e tanto Tiguan quanto Touareg estão crescendo.
      O problema da VW nos EUA é de line-up sem representantes nos segmentos de maior demanda de mercado, como picapes grandes e SUV do tamanho da Toureg, com tração 4x2 e preço na casa de 25 mil dólares.
      Mas esses problemas de line-up já são conhecidos ha´tempos, e tanto é assim que este ano começam a ser resolvidos, com uma série de SUV específicos para o mercado americano.

      Isso sem falar que Audi e Porsche estão bombando nos EUA com vendas em crescimento muito acima da média do mercado.

      Agora nada pode ser mais idiota que afirmar "o fracasso do grupo Volkswagen em sua tentativa de se tornar a maior montadora do planeta até 2018 – meta estabelecida há quase dez anos."

      O mané que escreve isso só não é mais IDIOTA que o ORELHA que sai repetindo e relinchando. Será que o sujeito que cometeu essa barbaridade não sabe que estamos em 2015, ainda? E que no 1º trimestre de 2015 a VW já ultrapassou a Toyota? e que no primeiro trimestre de 2015 a Toyota caiu suas vendas em mais de 5%, enquanto VW caiu apenas 0,5%?

      Claro que não. Não se pode esperar de relinchos que repetem relinchos.


      Mas a cereja do bolo de besteiradas é finalizar com "as líderes Toyota e GM"...a GM coitada fatura 50% da VW e vende 30% a menos.....

      Enfim, como vemos, relinchos já são péssimos. Relinchos que repetem relinchos só servem de piada....

      Excluir
    2. E de mais a mais, a Volkswagen é atualmente a maior empresa do mundo, segundo a JATO Dynamics, mesmo com resultados ainda por melhorarem nos EUA, vejam abaixo:

      http://www.car.blog.br/2015/05/volkswagen-e-lider-global-no-1.html

      Isso acontece porque a VW é líder disparado no maior e mais competitivo mercado do planeta, a China.

      E a VW é a líder incontestável no mercado mais exigente do planeta, que é a Europa.

      Então, a VW, é líder em 2 dos 3 principais mercados do mundo, ficado em desvantagem apenas nos EUA (por uma questão de line-up, já que os carros recentes estão indo bem em vendas, como Jetta e Golf).

      Ocorre que mesmo com uma posição não muito favorável nos EUA a VW já é a maior do mundo, imagina o que vai ocorrer quando a partir deste ano chegar ao mercado a nova Tiguan, e mais outros SUV? A liderança da VW no mundo vai se ampliar muito, e não terá desafiante.

      Excluir
    3. Minha vida vai mudar muito...Enquanto vocês escrevem suas bíblias, nós brasileiros temos a disposição os carros mais caro do mundo.

      Excluir
    4. Não sei se seria bom uma VW ou Toyota serem fortes simultaneamente nos 3 maiores mercados (EUA, Europa e China). Acho que desequilibraria muito mercado. Mas a que fizer subjugará as outras por muito tempo (maior escala, maior tecnologia, maior cash...)

      Excluir
    5. A questão é muito simples. A VW está posicionada para se estabelecer como líder incontestável no planeta por uma questão simples: a Toyota JAMAIS terá bom posicionamento na China por questões políticas. Japoneses e Chineses não se bicam, não se gostam mutuamente, já ensaiaram uma guerra, e isso se reflete no mercado, com o povo chinês não comprando muito carro japonês.
      Só que a China é o maior mercado do mundo, e estar mal posicionada na China deixa a Toyota em posição de fraqueza.

      Outra ponto é a Europa, onde a Toyota (e a Honda também) tem participação marginal, seja pelo fato de o mercado ser protegido e também porque tem empresas europeias, especialmente alemãs, muito fortes, e que não deixam forasteiros entrar.

      Mas o problema da Toyota na Europa não é só isso. É uma questão de filosofia de construção de carros. A Toyota (e também Honda e Hyundai-Kia) focou sua estratégia nos EUA, então essas empresas asiáticas fazem carros ao gosto dos americanos, que são banheiras com suspensão macia e direção leve, mas pouco estáveis, e sem comportamento dinâmico bom.

      Esse tipo de carro que a Toyota (e Honda e Hyundai) fazem não agrada em nada aos europeus, que gostam de carros com suspensão mais firme, direção precisa, comportamento dinâmico exemplar e comportamento esportivo. O consumidor europeu gosta de carros esportivos, baixos, largos, com motores turbo muito potentes, pouco poluentes e de baixo consumo para andar a mais de 220 Km/h em suas maravilhosas estradas.
      Então Toyota já está fora fundamentalmente de Europa e China.

      Sobra EUA, onde a Toyota vai bem, e a VW não muito bem.
      Entretanto, é mais fácil a VW se adaptar a fazer um carro ao gosto dos americanos, que a Toyota (e Honda e Hyundai-Kia) a aprender a fazer carros ao gosto dos europeus.
      E é isso que a VW está fazendo agora, nas etapas finais para o lançamento de um monte de SUV´s grandões, com suspensão macia e muito espaço interno bem ao gosto dos americanos.
      E com isso a VW vai melhorar muito suas vendas nos EUA, tirando compradores da Toyota e demais. Enquanto na China e a Europa a Toyota não poderá fazer o mesmo.
      Por essas razões a VW está posicionada para ficar na liderança global...

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.