Car.blog.br

Pesquisar este blog

Designer do Volkswagen up! recebe prêmio na Espanha

Categorias: , 26 Comentários

O chefe de design do Grupo Volkswagen, Walter de Silva, designer-chefe de modelos como Volkswagen up! e Golf, recebeu o prêmio "Designer Award" no Salão do Automóvel de Barcelona. O designer recebeu o prêmio das mãos do primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, durante a abertura do evento.

Volkswagen up! - design

O designer Walter de Silva se juntou ao Grupo VW em 1999, vindo da Alfa Romeo, inicialmente como Chefe de Design da Seat, onde desenvolveu modelos como SEAT León, Ibiza, Altea e Toledo.

SEAT Leon

Em fevereiro de 2007, de Silva foi nomeado Chefe da Volkswagen Design Group e, desde então, ele assumiu a responsabilidade pela concepção de todas as marcas do Grupo. Alguns de seus projetos mais destacados são o Audi A6, Q7, TT, R8 ou A5, bem como o Volkswagen up!, Golf, Polo, New Beetle, entre outros.



Como chefe da Grupo de Design da Volkswagen, Walter de Silva trabalha para promover a cultura, qualidade e o elevado prestígio do design dos carros do Grupo VW, permitindo que cada marca mantenha uma forte identidade e um elevado nível de autonomia criativa.

Postagens relacionadas:

26 comentários:

  1. Prêmio mais do que merecido. Parabéns principalmente à VW por ter tido a visão de contratá-lo. Alemães historicamente não são bons quando o assunto é desenho. A praia do alemão é outra....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, se comparar com indústria mecânica, aeronáutica, química, física, adicionando a filosofia (Kant, Nietzsche, Max, Engels, Hegel, Heidegger, Habermas,...), o design não esteja em primeiro lugar. Mas, dizer que não são bons é um tanto errôneo. Vide os modelos da BMW, Mercedes-Benz, Audi, Porsche, VW e, porque não, Opel comprovam que seus modelos são esteticamente bonitos, ademais seguros, confortáveis e bastante funcionais.

      Excluir
    2. Olha Parmera, não acho que carros como o Beetle e os Porsche 911 sejam exemplos de funcionalidade. Creio eu que você já deva ter andado neles. Se fossem americanos iriam falar que não sabem fazer carros e etc. Mas como são alemães as vozes silenciam-se....

      Excluir
    3. Leandro,

      nunca andei nesses modelos citados. Em outros modelos, sim. Mas, pegar alguns exemplos, não significam o todo. Exemplos de sucesso, eles têm e muitos. Por exemplo, há design de modelos considerados clássicos como BMW Série 3 (belíssimos) ou mesmo as diferentes versões do VW Golf. Gostei demais da 3ª versão do Golf, que era apaixonante para mim. A última versão, que ganha todos os prêmios, não me empolgo nem um pouco, sem tirar os méritos do modelo.

      Há, também, alguns exemplos de horrores, a citar o Mercedes CLK, que foi produzido em Juiz de Fora para exportação.

      De um modo geral, os germânicos acertam.

      Um grande abraço pela boa conversa.

      Excluir
    4. Ótima colocação Parmera. Lá no museu Mercedes-Benz em Stuttgart, tem uma asa de gaivota logo na entrada. Design / funcionalidade pavorosos ! Mas sem dúvidas não representa o todo. O Opel Insígnia, por exemplo, é uma verdadeira obra de arte em design, lindíssimo alemão !

      Excluir
    5. Eu amo a opel, na minha opinião uma das melhores marcas atualmente quando o assunto é design. Segue uma linha diferente das outras alemãs, mas nem por isso deixa de ser belo.

      Excluir
    6. Pois é Vítor, a Opel é exceção às demais alemãs. Isso que eu acho que temos que exaltar no mundo automotivo, coragem de fazer diferente. Atualmente quase todas seguem a mesma linhagem, uma chatice total!

      Excluir
    7. A Opel, apesar de originalmente germânica, foi adquirida pela GM em 1931. Assim, a filosofia da matriz nos EUA foi implantada na montadora. Cito, como exemplo, o reaproveitamento de plataformas em novos lançamentos. A plataforma do famoso Chevette foi a base do Monza e do Vectra. Isso na Alemanha!

      Todos esses modelos foram produzidos também no Brasil devido ao mesmo ferramental, mas, devido a falta de informação e conhecimento dos consumidores, isso passou despercebido aos brasileiros. O mesmo fato de reaproveitamento de plataformas antigas aconteceu com a 1994 do Corsa, reaproveitada no Celta e no Agile.

      Os alemães perceberam a jogada e a Opel caiu em certo descrédito na própria Alemanha. O mesmo repúdio à marca acontece atualmente com alguns consumidores com a GM no Brasil.

      Durante a crise em 2009, a GM tentou vender a Opel, mas nenhuma montadora desejou comprar. Atualmente, ela está meia agonizante.

      Infelizmente, essa política ocorre em outras montadoras. A Fiat, por exemplo, reaproveita a mesma plataforma em diversos modelos, inclusive lançamentos novos. A plataforma do Pálio 1996 é reutilizada em novos lançamentos: Novo Pálio, Strada, Idea, Novo Uno, Doblo. Não é uma família e um reuso sem modificações essenciais na plataforma. O destino é meio certo.

      Excluir
    8. Somente um outro exemplo de reaproveitamento. O Kia Picanto será provavelmente o próximo modelo compacto (ou sub) da GM produzido no Brasil, em Gravataí, para substituir o Celta. Mas, não fiquemos alegres com a notícia. Será a plataforma antiga do coreano, adquirida pela GM. As fotos divulgadas na Web mostram o monstrengo.

      Excluir
    9. Esqueci de adicionar um modelito, assim a lista aumenta: Chevette, Monza, Astra e Vectra. A última versão do Vectra brasileiro era Astra. No México, o Vectra montado no Brasil tinha o nome original Astra. Mas, isso, na época, todos sabiam.

      De qualquer modo, a Opel, com essa abordagem, caiu muito.

      Para tentar se levantar, lançou o Insigna, bonito e recheado tecnologicamente. Mas, como nos modelos mais sofisticados da Fiat (Marea, Bravo, Linea), os alemães não se renderam aos modelos da Opel.

      Excluir
  2. Esse Walter de Silva é um verdadeiro gênio do design. Ele conseguiu sair da escola italiana, da Alfa Romeo, que faz carros com desenho muito passionais com muitos problemas funcionais, e entrou no Grupo VW, com uma cultura de design muito mais refinada e com conceitos muito diferentes, e teve um sucesso estrondoso.
    O up! é um "case" de design que já é um clássico na indústria automotiva. O Up! é o modelo compacto com o melhor design em toda a história da indústria automotiva. Eles conseguiram fazer um carro extremamente funcional, muito pequeno e prático por fora, com um excelente porta-malas, ótimo espaço interno, e absurdamente seguro. E ainda por cima com uma estética muito agradável, com sua traseira e lateral robustas, e frente com visual leve e simpático.
    O interior do up!, então, é um verdadeiro espetáculo de ergonomia, estética e funcionalidade, criando conforto e bem estar dentro do carro. Tudo sóbrio e simples, de extremo bom gosto, sem frescuradas desnecessárias, privilegiando a eficiência espacial.
    O up! é sem dúvida um dos marcos do design do século XX.
    E O Golf é um marco do design na indústria automoitiva. Não há nenhum outro carro na história que, como o Golf, tem 7 gerações nas costas, com herança estética que correlaciona todos eles. E mais, com sua abordagem evolutiva, a estática das gerações anteriores não envelhece. Observem como ainda hoje um golf 5 é belíssimo. O golf mk1 é outro maravilhos. E o Golf 7 é outro fantástico.
    Nem vou falar dos carros da Audi, pois aí é Hors concours
    Enfim, prêmio mais que merecido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos no século XXI Carlos!

      Excluir
    2. 500 e twingo me agradam mais em termos de design, não que eu ache o up feio.

      Excluir
    3. Corrigindo. O up! E um dos marcos de design do seculo xxi. E o golf um marco de toda a historia da industria automotiva.
      Quanto ao design do fiat 500, trata-se de um design de baixa qualidade e cheio de problemas funcionais. Observe que o fiat 500 tem o mesmo tamanho do up, mas um espaco interno ridiculamente menor. O.portamalas do 500 e menos da metade do up. Fora q o fiat 500 e 300kg mais pesado. Em resumo. Design do fiat 500 e de baixa quallidade.

      Excluir
    4. Carlos me diga um problema funcional da escola italiaNa......prometo t dar um tempo pra pesquisar no google

      Excluir
    5. Já dei vários exemplos de desfuncionalidade dos projetos italianos no caso do Fiat 500. O 500 tem o mesmo tamanho do up!, e muito menos espaço interno - problema funcional.
      Os interiores e paineis de carros italianos são confusos, em geral coloridos e cheio de frecuradas, tornando difícil encontrar a informação. O resultado é que o motorista perde muito tempo em desatenção à pista - problema de funcionalidade de design.
      Os desenhos italianos em geral não são honestos. Usam formas que sugerem muito mais do que o carro é capaz de efetivamente entregar: engana o consumidor. problema funcional.

      Os designs italianos são efêmeros, e envelhecem muito rapidamente, e se tornam cansativos e obsoletos.

      Como são excessivos, precisam de muito material. Veja que o fiat 500 é quase 400 kg mais pesado que o up!. Resultado: mal uso de recursos naturais, mais poluição e mais gastadores, e, portanto não são ambientalmente corretos. outro problema desfuncional.

      Os designs italianos todos tem sérios problemas de funcionalidade, pois eles se preocupam mais com a forma que com a função. O resultado é um desastre em termos de design.

      Mas, enfim, esse tipo de análise está muito além de sua capacidade de compreensão. Continue debatendo no "eu acho feio" ou "eu acho bonito". que é o máximo que vc sabe fazer.

      Excluir
    6. Pra começar, eu sou designer e vc é um.curioso mal educado.

      Segundo, os carros up e 500, tem propostas e públicos diferentes.....

      O up é mais leve pq é mais capado em relação a acabamento que o 500.

      Outra, não existe carro bonito ou feio, estética e questão de gosto.

      Vc diz que o design italiano e um desastre, então posso dizer que a Ferrari e até a lambo, ambas italianas, sao um desastre?

      Lembrando que a lambo e controlada pela vw

      Excluir
    7. Maserati
      Ferrari
      Lambo
      Alfa romeo


      Todas são um desastre?kkkkk



      Excluir
    8. Gosto da sobriedade e dos designs dos carros alemães de maneira geral, mas nem todo design italiano é efêmero.

      O design do Golf foi criado pelo italianíssimo Giorgetto Giugiaro... E o desenho básico dele continua marcando época... Mesmo o Golf atual guarda elementos de identidade com a primeira geração, lançada em 1974. Só ver a coluna traseira larga, mantida em TODAS as gerações do modelo.

      E falem o que quiser, mas Alfa Romeos 155, 156, 159, 164 e 166 são lindíssimos. E isso até hoje.

      Excluir
    9. Vai levar uma surra do Carlos pro ter dito que o "queridinho" foi desenhado por um italiano...

      Excluir
  3. Do grupo vw não vou muito com a cara dos volkswagen, mas tenho muito prestígio por marcas como seat, audi, skoda, bentley e lamborghini que na minha opinião são de longe bem superiores a volkswagen em design e identidade.
    não que os volkswagen sejam feios, muito pelo contrário, mas acho que essa mesmice me cansa .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como já disse em outros comentários, e triste um carro ótimo como o golf ser confundido por um simples gol na rua por olhares destreinados.. É possível fazer carros com a identidade da marca mas sem perder a identidade do modelo em si. Outro péssimo exemplo disso é o caso do HB20 e i30.

      Excluir
    2. Também tenho essa mesma visão Joaquim. Acabaram com o i30. BMW hoje em dia também é tudo igual. Ford então nem se fala.....todos os desenhos na mesma linhagem. Nesse aspecto, parabéns à Toyota, que mantém a identidade mesmo alterando o desenho de seus veículos, bem como a Honda, que teve coragem de tirar do novo Civic aquele ridículo, em minha opinião, painel de dois andares.

      Excluir
    3. Exato, ultimamente os carros parecem todos iguais, só mudá o tamanho. Muitas marcas não sabem usar sua identidade visual na particularidade de cada modelo.

      Excluir
    4. Eu ia falar para o Carlos não comentar muito que já ia aparecer alguém para falar da maravilhosa Toyota, devem achar o Etios lindo de morrer. Carro horroroso por fora e por dentro esse tal de Etios.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.