Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carros autônomos provocarão queda drástica de vendas

Categorias: 14 Comentários

Os carros autônomos - veículos com capacidade de andar sem motorista - começam a chegar ao mercado já em 2016, e vão causar não só uma revolução em termos de mobilidade, mas também afetar seriamente as vendas da indústria automotiva. Segundo o analista Brian Johnson, da Barclays, as vendas de carros nos EUA vão despencar 40% nos próximos 25 anos, o que vai forçar grandes empresas a reduzirem drasticamente a produção e demitir milhões de empregados.


As vendas de carros vão despencar pois as famílias não precisarão mais ter vários carros. Apenas um carro autônomo será o suficiente para atender as necessidades de mobilidade mesmo de famílias numerosas.

Famílias precisarão de apenas um carro

Um carro autônomo pode deixar os filhos na escola de manhã, depois voltar à casa para pegar os pai e levá-los ao trabalho. Depois o carro volta sozinho, pega os filhos, leva para outras atividades, e de volta para casa. Um carro autônomo, no lugar de ficar parado e estacionado a maior parte do dia, ficará andando o dia inteiro levando múltiplas pessoas das famílias aos seus destinos.

Segundo estimativas, os carros autônomos vão percorrer em sua vida útil o dobro de quilômetros que os atuais. E esse tipo de carro será responsável por 25% das vendas globais em 2035, de acordo com a Boston Consulting Group. Já em 2017, veículos parcialmente autônomos estarão disponíveis em "grandes números", disse a empresa em um relatório em abril.

Mobilidade Disruptiva

Quando a maioria dos carros forem de condução autônoma, as vendas anuais de automóveis nos EUA vão cair para 9,5 milhões de carros por ano (quase a metade do que se vende hoje). Mais que isso, a quantidade de carros nas ruas será reduzida em mais de 60%, para menos de 100 milhões de veículos nos EUA.

Veículos Compartilhados

O analista Johnson prevê que o futuro terá quatro categorias de veículos: carros tradicionais e caminhões conduzidos por indivíduos para trabalho ou em zonas rurais; "veículos autônomos de família", de propriedade de indivíduos e compartilhados por uma única família; "veículos autônomos compartilhados", que seriam "táxis robô" acionados por smartphones; e "pool veículos autônomos compartilhados", que poderão acomodar vários pessoas, como um ônibus ou uma van.

Cada veículo compartilhado nas ruas tiraria de circulação nove carros tradicionais. E cada veículo da categoria de "pool de compartilhamento" vai tomar o lugar de 18 automóveis tradicionais. O vídeo abaixo mostra o Audi A7 andando sem motorista de San Francisco a Las Vegas.



Com isso, os custos de transporte dos consumidores tende a cair drasticamente, já que as famílias não precisarão mais manter múltiplos carros em suas garagens, mas apenas um.

Taxistas - profissão tende a extinção

Outro impacto dos carros autônomos será no segmento de taxis, que tende a sumir do mapa. Os carros autônomos funcionarão com taxis, mas com custo muito menor, já que não há a necessidade de um motorista para conduzí-lo.


Os custos de uma corrida média nos EUA, segundo o relatório do Barclays, tende a cair de US$ 3,5 dólares para US$ 0,44 centavos no caso de um passeio privado em um sedan padrão, e para US$ 0,08 centavos em uma van compartilhada.

Picapes e caminhões tradicionais em áreas rurais

Apesar de a maior parte dos carros nos próximos 25 anos serem do tipo autônomo, as picapes destinadas ao trabalho em áreas rurais ainda serão modelos tradicionais, com a necessidade de motorista.

Fontes: Bloomberg The Wall Street Journal  The Register

Postagens relacionadas:

14 comentários:

  1. Dirigir é uma das melhores coisas que existem, jamais vou querer um carro que dirija por mim....rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pensamento da nossa atual geração é esse... o da próxima geração quem sabe.

      Excluir
    2. realmente é ótimo dirigir num engarrafamento e na hora do rush

      Excluir
    3. papinho de néófito que tirou a carta e tá feliz da vida. Quando vc tiver uma família e responsabilidade vc vai repensar se ficar preso no engarrafamento é "uma das melhores coisas que existem".

      Excluir
  2. Dirigir é uma das melhores coisas que existem, jamais vou querer um carro que dirija por mim....(2)

    ResponderExcluir
  3. Carro autônomo no Brasil n irá vingar. N pelos próximos 50anos. Uma coisa é certa, o ladrão não irá deixar o seu carro voltar sozinho.

    ResponderExcluir
  4. Dirigir é um mal necessário.
    É evidente que se vc não precisar dirigir é muito melhor.
    Por isso que, em tese, transporte público é melhor que carro.
    Quando vc vai de ônibus ou metrô para os lugares, no lugar de ficar se estressando dirigindo e cuidando do trânsito, vc pode ler seu jornal, notícias, ler um livro e etc.
    O fato é que o transporte público no Brasil está melhorando muito.

    Se dirigir fosse bom, os ricaços não teriam motoristas para dirigirem para eles.
    Então dirigir é péssimo, e só é atenuado porque as empresas fazem carros "gostosos" de serem dirigidos, como up! e Golf, por exemplo. Porque dirigir um Ka, Uno ninguém merece.

    Assim, a melhor coisa que poderá acontecer são os carros que dirigem sozinhos. Libertará o ser-humano dessa tarefa estressante e essa perda de tempo que é dirigir.

    Será fantástico. E quem está na frente desse processo: a Audi/VW, como sempre.

    Acho que os japoneses vão ficar muito atrás em condução autônoma. Eles são muito conservadores para embarcar nisso com a ousadia que a VW está fazendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava indo tão bem até começar a puxar saco, como de costume.
      Mas de certa forma eu concordo.
      As vezes dirigir é um pé no saco, ainda mais em nossas metrópoles onde sobra mal educados e pessoas que não dão a minima para a segurança alheia.
      Mas dirigir é algo muitas vezes prazeroso, mas há situações em que dirigir só da dor de cabeça.
      Ter um autônomo para dar uma voltinha as vezes, quando se está cansado é uma boa, isso é um fato.

      Excluir
    2. Se ocorrer um acidente quem será o culpado, o carro? A montadora? O motorista? QUEM? Aqui no Brasil como os carros vão fazer com tantos motoqueiros passando no corredor buzinando que nem loucos. Quem vai responder pela morte de um motoboy ou pedestre? Na teoria é muito lindo mas na pratica será difícil de implantar essa nova era de veículos.

      Excluir
    3. No caso do motoboy é só ligar o botão "derrubar" que o carro resolve o problema sózinho kkkkk. Agora falando sério, o problema jurídico já está sendo discutido em várias partes do mundo e é algo preocupante mesmo. Do meu ponto de vista, por muitos anos teremos carros autônomos apenas em rodovias até essa questão ser resolvida.

      Excluir
  5. Dirigir numa estrada bem sinalizada e bem pavimentada é uma delícia. Chego a dizer, para o meu gosto, é um dos prazeres da vida. Mas dirigir num engarrafamento é um saco, mesmo.

    ResponderExcluir
  6. carlos vc tira onda mesmo com os caras kkkkkkkkkkkkkkkkk legal.

    ResponderExcluir
  7. No Brasil o carro autonomo terá que desviar dos buracos automaticamente, caso contrario continuará sendo necessario o motorista pra fazer as manobras ! kkkkk

    ResponderExcluir
  8. Agora vou poder beber e usar meu carro para ir para casa? Vaaaii... :-)

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.