Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat e GM lideram ranking das dez maiores montadoras - Brasil

Categorias: , , , 22 Comentários

A Chevrolet do Brasil superou a Volkswagen e assumiu a segunda posição entre as maiores fabricantes automotivas no mercado nacional no acumulado dos três primeiros meses de 2014.

Novo Chevrolet Onix 2014

A montadora norte-americana agora é dona de uma participação de mercado de 17,7%. O resultado é 0,2% acima da participação da Volkswagen - 17,5% -, que viu suas vendas caírem 13,6% nos primeiros três meses do ano.

Volkswagen up! 2015 - Prata

A Chevrolet do Brasil logrou êxito em emplacar 136.900 automóveis no mercado brasileiro no primeiro trimestre de 2014, cerca de 1.400 carros a mais que os 135.500 transacionados pela VW.

Novo Chevrolet Onix 2014

Apesar de relativamente a Chevrolet ter superado a Volkswagen, suas vendas no Brasil também caíram em termos absolutos, com retração de 3% sobre o mesmo período de 2013.

Volkswagen up! 2015 - Prata

O resultado da queda de vendas da GM e VW é a ampliação da liderança de mercado da Fiat no Brasil, que, com 174,8 mil automóveis e comerciais leves vendidos no trimestre, queda de 2,3%, viu sua distância para a segunda colocada evoluir para 4,8%.

Fiat Palio 2014

A Ford ficou na quarta colocação, com queda de vendas de 0,6% em 70,4 mil veículos comercializados, seguida da Renault, quinta, com vendas em alta de 21,9% - na contra-mão do mercado.

Ford New Fiesta 2014

A sul coreana Hyundai é a sexta maior do Brasil, tendo vendido 46.128 veículos no trimestre - ganho de 10,6% sobre o mesmo período de 2013.

Hyundai HB20 2014

A Toyota cresceu 5,1% em a Honda 5,6% - com as duas ocupado a sétima e oitava posição respectivamente.

Novo Corolla 2015

Fecham as dez maiores Citroën, com baixa de 2,5%, e Nissan, que caiu 21,6%.

Montadora Acumulado Variação Participação de mercado
2014 2013
Fiat 174800 178860 -2,27% 22,50%
Chevrolet 136907 141109 -2,98% 17,70%
Volkswagen 135541 156805 -13,56% 17,50%
Ford 70403 70847 -0,63% 9,10%
Renault 51890 42583 21,86% 6,70%
Hyundai 51027 46128 10,62% 6,60%
Toyota 36538 34768 5,09% 4,70%
Honda 29216 27673 5,58% 3,80%
Citroen 15798 16388 -3,60% 2,10%
Nissan 14528 18541 -21,64% 1,90%

Fonte: ANFAVEA / Autodata

Postagens relacionadas:

22 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. A queda da VW é o reflexo do descaso da marca com o Brasil nos últimos anos, cenário que começa a mudar com a chegada do Golf VII e UP, mas pelo jeito, ainda insuficientes para uma reação positiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Golf VII não é um veículo de grande volume e tem pouco poder para realmente mudar o cenário. A VW se recuperará se voltar a vender, pelo menos, uma quantidade maior de Gol e o up! passar das 3500 unidades para algo em torno de 7-8mil unidades. Isso seria o suficiente para voltar a ter a mesma participação de mercado que em outrora.

      Só mesmo observando se a linha 2015 do Gol será suficiente para recuperá-lo, uma vez que volta a ter uma versão pé-de-boi para frotistas e recheia mais as versões para as pessoas físicas. O up! ainda é uma incógnita, ainda não dá para saber quanto venderá, mas suas vendas tem papel fundamental na recuperação de mercado da VW.

      Uma cabine dupla para a Saveiro seria algo importante para turbinar suas vendas, mas ninguém sabe quando e se ela sairá.

      Excluir
    2. A VW precisa fazer o que a GM fez em termos de estratégia: atualizar a frota e a GM só não foi além porque o Governo dos Metalúrgicos não permitiu, senão Classic, Celta e Agile teriam sido aposentados sem fazer falta a ninguém. O Sonic poderia ter sido posicionado um pouco acima do Onix e com certeza já teria vindo o sucessor do Celta que lá fora se chama Spark.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Se a GM tirasse Celta, Classic e Agile estaria com uma participação de mercado bem menor que a da VW. Jamais a empresa poderia fazer isso rapidamente, e não tem nada a ver com o governo dos metalúrgicos, mas sim com o próprio faturamento e posicionamento da empresa no mercado. Além disso, as linhas de produção desses modelos, para que se adequem a modernidade, precisam de um investimento bilionário.

      O substituto do Celta ainda demorará para chegar, é um projeto que continua caminhando, não se lança um novo veículo da noite para o dia e a matriz libera verbas gradativamente. A empresa não pode apenas ficar investindo, existe o ciclo natural de investimento e retorno. A GM investiu muito e está em período em que deve receber mais retorno do que investir.

      A VW não precisa fazer o que a GM fez, pois esta manteve velharias, utiliza motores antigos recauchutados e beberrões e tem vários modelos péssimos em linha. A GM, na prática, não ganhou mercado, pois adicionou novos modelos, mas manteve os antigos e ainda é totalmente dependente da venda de Agile, Celta e Classic para se manter no patamar atual de participação de mercado.

      A VW mudará Fox em breve e trará novas geração do Gol daqui a menos de 2 anos. A empresa já não mantém nenhuma velharia em seu portifólio, que é enxuto e dos mais atualizados entre as montadoras aqui instaladas, só perdendo para a Ford em termos de idade de projetos. Para a VW crescer basta que recupere as vendas para os frotistas com o Gol(lançamento de uma versão pelada para frotistas), recheie mais o Gol para pessoas físicas, adote seus modernos motores 1.0 e 1.6 da família EA211 em toda a sua gama, e promova descontos melhores no up!, uma vez que o Uno possui condições de pagamento e descontos bem melhores, sendo oferecida até mesmo a versão Sporting 1.4 com Kit interlagos por 34mil reais apenas.

      A GM não é exemplo a ser seguido, atualizou alguns dos seus dinossauros, mas manteve muito lixo em linha e utiliza motores velhos, beberrões e ultrapassadíssimos.

      Tem uma gama de modelos comparável a Fiat e muito maior que a da VW e sofre para vender a mesma quantidade, apenas citando parte de sua gama nos compactos(hatches e sedãs) populares: Celta, Agile, Onix, Classic, Prisma e Cobalt ante up!, Gol, Fox e Voyage da VW. A Fiat sim tem vendido muito bem em relação ao tamanho de sua gama: Novo Uno, Palio Fire, Novo Palio, Punto, Siena, Grand Siena, ainda que em sua maioria sejam projetos velhos e ultrapassados.

      Excluir
    5. Quanto aos planos da GM de terminar a produção das velharias pesquise mais um pouquinho e volte aqui. Quando disse que a VW teria que fazer o que a GM fez foi só no sentido de atualizar os modelos.

      Excluir
    6. Não preciso pesquisar, já li sobre as intenções da GM, mas as coisas não são simples nem feitas de um momento para outro. Toda empresa sabe do grande custo ligado ao encerramento da fabricação de um modelo e a modernização da fábrica para produção de outros modelos, mais modernos. A verba não é facilmente liberada pela matriz, mas sim gradativamente.

      E outra coisa que prende a GM às velharias, é o investimento que foi feito na recauchutagem dos motores antigos(8v beberrões), ou seja, ficarão em linha por anos ainda. Se juntar o 1.0, 1.4 e o 1.8 da GM, todos 8v e ultrapassados, não dá um motor. A GM precisará rever antes do previsto a sua defasagem mecânica, pois a concorrência é forte e logo suas velharias(Classic, Celta e Agile), que garantem sua boa participação no mercado, serão tiradas de linha.

      Excluir
    7. GM não tira o Agile de linha pq vem da argentina, idem para o Classic. Para que tirar esses carros da linha se tem uma fabrica produzindo-os.

      Excluir
    8. Felipe, ler ajuda, mas a gente normalmente lê o que procura não é? E da mesma forma que você escreveu sua opinião sobre as "velharias" da GM, existem milhares de "literaturas" a favor, e também contrárias ao que você disse. Tudo que você quiser ler, você procura, encontra e lê. Golf por exemplo, segundo a “literatura”, foi considerado o carro do ano pela ADAC, Clube do Automóvel Alemão, que realiza os testes para o Latin NCAP, e então? Ele foi mesmo o carro do ano? você que é um bom leitor, e tem boa análise das coisas, e pelo jeito, boa análise de mercado também, deve ter se deparado com esta informação, entretanto, quando a gente continua se informando, descobrimos também que a ADAC e o Latin NCAP estão no mínimo abalados pelo escândalo em que estão envolvidos sobre a fraude desta eleição do Golf como carro do ano. Inclusive, a gente acaba lendo também que Mercedes foi uma das várias que devolveram os títulos ganhos da ADAC por não ter mais credibilidade. E ai? Como que a gente (meros leitores) ficamos? Qual é a verdade? Golf foi ou não carro do ano? Os testes feitos pela ADAC para Latin NCAP são ou não comprados da mesma forma que o título de carro do ano? Eu sei? Não. Você sabe? Acho que também não, mas cada um de nós tem sua suposição.
      Há quem acredite cegamente no Latin NCAP, e vasculhe a internet, “pesquisando” e consequentemente encontrando “o que procura", para justificar e defender sabe-se lá o que, da mesma forma que aqui, e em qualquer forum sobre qualquer artigo, como se fosse uma disputa, como se um estivesse certo, e outro estivesse errado. A questão é que com a facilidade de se publicar qualquer asneira, e de se criar artigos mirabolantes na internet, acabamos lendo muita bobagem por todos os lados, e sem experiência própria, fica difícil concluir qualquer coisa. Portanto sempre acredito que experiência própria a fundo é o que mais vale. Não sou mecânico entendido profundamente em motores, conheço os princípios básicos como qualquer pessoa que já nasceu apaixonada por carros, como é o caso de quase todos aqui, mas a minha experiência com Chevrolet sempre foi MUITO boa, já tive vários carros da marca, desde populares até carros um pouco melhores, atualmente tenho um Cruze, e já cheguei a fazer 20km/litro com ele na estrada no controle de cruzeiro a 90km/h. É devagar, mas são 20km/litros, velharia não faria isso. (gasolina e 25% de álcool no Brasil). Então, em que literatura que a gente encontra que um carro GM, pesado, com motor com 144cv poderia fazer 20km/litros? Se procurar com vontade, talvez encontre. Sem contar que a GM possui motores comparáveis com alguns da Audi lá fora, por exemplo, o próprio cruze 1.4 turbo com 140cv, só que o motor é diesel, e pro Brasil não pode vir. Então, tudo é uma questão de ponto de vista, não acho que seu ponto de vista está totalmente errado, nem totalmente certo.
      Já tive outros nacionais de outras marcas também, já tive citroen, não era zero, tinha 5 anos já, mas por ser meu único carro na época, foi complicado. A demora no atendimento é uma experiência própria, tanto na citroen como na renault, a fila para reparar um parachoques e paralamas, por exemplo, passa de 3 meses na minha cidade que só tem 3 concessionárias. Se a gente procurar por isso na internet, vai encontrar, se procurar o inverso, também vai, e no fim, a experiência acumulada durante os anos e a convivência com quem realmente gosta de carros, é que vai nos aproximar de algo um pouco mais concreto. Mas, da mesma forma que tudo por ai, esta é só mais uma opinião.

      Excluir
  3. VW caindo bastante, esta com 17,5% no acumulado do ano, mas em março obteve apenas 16,5%, e com a chegada do novo Ka a tendencia é cair ainda mais

    ResponderExcluir
  4. Fiat: precisa reformular sua gama de hatchs pequenos para não perder a liderança no segmento. Um Uno com motor mais econômico, melhor acabamento e segurança é essencial, bem como a reformulação de sua linha de motores para ficarem mais econômicos e potentes (especialmente o 1.0 e o 1.4). O câmbio TCT tbm deve ser trazido às pressas para substituir o Dualogic dos modelos mais caros.
    Volkswagen: necessita reformular o Gol, melhorar o nível de equipamentos de série de seus carros e lançar o 1.4 TSi para o Jetta o quanto antes. Há, também, um buraco entre o novo 1.0 3 cilindros e o novo 1.6 16v que deveria ser preenchido com um motor de 100-110 cv, talvez um 1.4 16v, assim aumentando as opções de motor da marca, que sempre foram escassas.
    Ford: está fazendo um excelente trabalho, seus novos modelos são realmente muito bons... mas o preço do Focus precisa ser mais agressivo para o mesmo ganhar volume de vendas.
    GM: precisa melhorar a mecânica de seus carros, que continua defasada em relação a todas as outras "grandes". Não dispõe de um câmbio DCT e seus motores são fracos e sedentos. Assim não dá! O nível de segurança de seus carros tbm é terrível, sendo o único nacional aceitável o Cruze... carro que gasta feito 3.0 V6 e anda feito 1.6 da Hyundai.

    ResponderExcluir
  5. Isso prova o que eu tenho falado...
    NÃO SE PODE MAIS USAR COMO DESCULPA PARA PREÇOS ABSURDOS QUALIDADE.
    A Volkswagen está pagando pra ver e está perdendo a parada.
    90% das pessoas que querem comprar um carro hoje em dia pensam sim e levam muito em consideração PREÇO.
    Se um oferece isso, àquilo e àquilo outro com uma qualidade melhor mas o preço é exagerado o consumidor irá para o mais barato. O consumidor está errado???
    N Ã O!!!
    O consumidor está realista, é diferente.
    Por isso reclamo de alguns participantes que chamam de burro, idiota quem compra por exemplo um Palio Fire. O consumidor hoje, sabe o que é ficar endividado e isso não está sendo levado em consideração. Carros como GOLF VII, Focus, Cruze, etc, estão caros para os padrões brasileiros e se tornaram carros de poucos. Esses poucos se dividem em dois grupos,
    os que verdadeiramente tem condições de pagar e o outro grupo (maior que o primeiro por sinal) é àquele que ficará com o carro por somente 1 anos e repassará o financiamento.

    ResponderExcluir
  6. Isso só mostra a decadência da VW no Brasil, pra quem já teve em pelo menos 3 categorias os carros mais vendidos, Hoje em dia nem o gol é mais líder.
    Up fracasso total,
    Saveiro nem sobra do que já foi.
    Golf seria o salvador se o preço não fosse absurdo.
    Jetta apenas TSI, preços longe da realidade.
    Enfim, agradeça por estar em 3º

    ResponderExcluir
  7. VW ta de parabens, por manter o terceiro lugar com essas carroças!

    ResponderExcluir
  8. Kd o especialista de mercado - Carlos4carros?

    ResponderExcluir
  9. A VW perdeu muito tempo com o Up!,agora corre para que o Gol “G6″ fique pronto no final de 2015,até lá Onix , HB20 agradecem.

    ResponderExcluir
  10. Mercado argentino parece com o brasileiro

    ResponderExcluir
  11. O que a Peugeot está esperando para pegar seus atuais planos e presidente e jogar no lixo? Nem no top 10 aparece.
    Nissan também outra decadência. Diz que em 2016 terá 5% do mercado mas agora não tem 2%. Até a Citroen está na sua frente...

    ResponderExcluir
  12. é como ja citei antes a volks caiu na sua propria arrogancia de achar q so de colocar o "emblema" na frente do carro ja tava bom,hj em dia o consumidor brasileiro busca custo beneficio e naum somente um emblema de marca x so pq os amigos falam q o carro é bom, pq hj a volks oferece carro pelado sem nem direção a 29k??!!pq ela acha q so por causa da sua fama o povo vai correr e pegar um carro pelado sem o minimo de conforto por esse absurdo,isso ai tende a ser bom..pois com isso a volks ja começou a se sacudir ,pois ja vai lançar o novo motor 1.6 16v,ja esta colocando mais itens de serie nos seus carros(coisa q nunca iria se imaginar antes..),ou seja esta tentando se mexer pra evitar perdas maiores!!!vamos ver aonde isso vai dar!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Luiz, isso acontecia no passado na época de nossos pais, quando se comprava automóvel embasado em informações de vizinho, parentes, amigos. Tipo "ah, compra carro da VW pq manutenção é mais barata é melhor p vender." Esta herança veio do Fusca, assim como a S-10 herdou o sucesso da C-10.
      Hoje as pessoas estão com mais personalidade, e adquirindo produtos que satisfaz sua necessidade e gosto pessoal, a época do "Maria vai com as outras" esta no fim.

      Excluir
  13. E não se esqueçam que a tendência é piorar pois vem aí
    e eu já postei aqui mesmo no CAR.BLOG e citei no FACEBOOK o novo POLO
    (postei o vídeo aqui no tópico "Audi bate recorde histórico de vendas em março").
    Provávelmente esse novo POLO será bem mais caro pois já colocaram nele
    a sigla GTI.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.